23

Jan

Cidade Opaca

Fumaça embaça! Opacidade!

Um pingo do nada desce pela janela e me deixa ver o outro lado.

Cores e luzes que eu nem queria ver.

Fecho os olhos, mas ainda vejo.

Vejo porque agora tudo é escuridão.

E eu desejo a opacidade!

Desejo a opacidade? Ou desejo outra cidade?

Peço o conforto da opacidade ou até mesmo a miopia.

A luz artificializa a cidade.

A cidade luz embaça a liberdade.

Não quero luz… tampouco a escuridão.

Eu quero a opacidade!

Eu quero outra cidade!

 

Maya, M. H. (22/01/2018)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *