02

Dez

Somos capazes?

Somos capazes de evoluir sem destruir?

Somos capazes de nos desenvolver sem dizimar?

Onde foi parar nossa capacidade de nos importarmos com a vida?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *