31

Jan

Piloto automático…

Relatando pra vocês uma recente experiência onde me vi saindo do piloto automático!

Estava eu em mais um de meus almoços improvisados às 15h num desses fast foods da vida (que não recomendo de forma recorrente), quando me dei conta de que tinha recebido em minha bandeja:

  • um copo de plástico (com o suco)
  • uma tampa de plástico no copo
  • um canudo de plástico
  • o plástico embalando o referido canudo de plástico

 

Sim, depois de ter passado o final de semana usando meu canudo reutilizável, dessa vez não tive tempo, oportunidade e nem “rapidez de consciência” para recusar quase todos aqueles plásticos ainda no balcão, porque peguei minha bandeja no PILOTO AUTOMÁTICO.

Foi nesse momento de autoconsciência e auto responsabilidade que compreendi que

“ser sustentável não é coisa de quem quer salvar o planeta, mas sim atitude de quem quer sair do piloto automático”

O tal piloto automático nosso de cada dia, que nos faz consumir “coisas” sem nos dar conta do que estamos descartando.

O tal piloto automático que nos deixa agindo como se fôssemos um robô. Como se não tivesse consciência de si e das próprias ações.

Digo a vocês que tentar sair desse piloto automático é um esforço absurdo, mas pode te levar a um nível de auto consciência que irá repercutir positivamente em todos os campos de sua vida.

O importante é despertar e prestar atenção em si mesmo durante todo o dia.

 

Que tal experimentar essa atenção especial consigo e com o planeta por apenas alguns dias?

Te desafio a recusar todos os plásticos descartáveis que lhe oferecerem durante 07 dias, pra começar.

Você vai perceber: o quanto está ligado no piloto automático; o quanto de plástico utiliza sem se dar conta; e o quanto você pode fazer a diferença no planeta.

Agora falando um pouco mais sobre o plástico, a ONU já emitiu vários alertas informando que até 2050 teremos (proporcionalmente) mais plástico nos oceanos do que peixes!

Todo esse plástico retornará para nós… seja em praias poluídas, seja nos peixes e demais frutos do mar e até no sal marinho! Veja o texto “Plástico pra comida ou uma boa dose de educação”

Ahh! Antes de terminar esse diálogo com vocês, ressalto a questão do uso das sacolas plásticas no supermercado. Fiquemos atentos! Já existem vários supermercados que oferecem caixas de papelão para você acomodar suas compras.

E então? Topam o Desafio?

Relatem aqui nos comentários e nas minhas redes sociais!!!

Insta: Maya Ambiental

Facebook: Maya Ambiental 

 

 

23

Jan

Guia do preguiçoso…

Se pudéssemos dividir as pessoas em caixinhas, teríamos pelo menos 05 tipos:

1 – O que não tem preguiça e topa agir para tentar “salvar” o mundo

2 – O preguiçoso que usa como desculpa o fato de “ser pequeno demais” para que suas ações tenham alguma importância

3 – O preguiçoso que se acha grande e importante demais pra ficar se ocupando com ações tão pequenas

4 – O preguiçoso pessimista que acha que tá tudo acabado e ninguém pode fazer nada para “salvar o mundo”

5 – O negacionista que acredita que nada está acontecendo

Em qual dessas você se encaixaria?

 

 

Pensando nos “preguiçosos” de plantão, a ONU lançou o GUIA DO PREGUIÇOSO PARA SALVAR O MUNDO

Para conhecer basta clicar no link: https://nacoesunidas.org/guiadopreguicoso/

E você também pode me seguir no Instagram @magdahelenamaya  e no Facebook @mayaambiental

 

Ahhh e se começar a fazer algumas dessas ações volta aqui para compartilhar com a gente!!!

 

18

Out

Cada pessoa conta…

Há algum tempo fiz uma chamada aqui no blog e nas minhas outras redes oferecendo um espaço para que pessoas, empresas e instituições falassem um pouco sobre suas iniciativas sustentáveis.

Sempre que recebo estas iniciativas, posto na página correspondente que você pode acessar clicando aqui .

Recentemente recebi um relato, da cantora Adna Oliveira, que ficará também lá na página, mas que me inspirou para esta postagem para lembrar que CADA PESSOA CONTA nesse processo de tomada de consciência em prol da sustentabilidade.

Entender a relevância de nosso papel individual é entender que não importa o tamanho ou a escala de sua ação, ela sempre será benéfica para a coletividade e para as futuras gerações.

Falemos então da artista ADNA OLIVEIRA e seu relato a seguir:

Gostaria de compartilhar as iniciativas que venho desenvolvendo, de uma forma muito simples, rudimentar mesmo.
Mas, que tem me deixado muito feliz! 
Embora, sirva também para perceber a resistência e comodismo da maioria de nós, em relação as ações e práticas sustentáveis. 
Morando há um ano e meio na Praia do Preá, litoral leste, oeste do Ceará. 
Quero construir meu cantinho com o máximo de ações SUSTENTÁVEIS.
Seguem algumas já em prática.
1- Compostagem orgânica (separação do “lixo” da cozinha),
2- Uso de Bomba manual para retirar água do poço para aguar as plantas. (Estou buscando parceria para construir um Catavento caseiro),
3- Reutilização da grama capinada, para adubar o solo arenoso. 
4- Uso de pneus encontrados na rua para decoração de jardim e outros.
5- Uso de garrafas em geral para decorar jardim. 
Essas são algumas iniciativas, que venho desenvolvendo ainda de maneira meio tímida. Mas, quero maximizar essas práticas.
 
Adna continue nos incentivando a ser cada dia melhores!!!
São exatamente essas ações que fazem toda a diferença no mundo!!!
Obrigada por tudo!