Com um pé fora, lamentavelmente!

 

Recadinho aos jogadores, mais respeito com essa camisa!
Recadinho aos jogadores, mais respeito com essa camisa!

Saudações Nação Alvinegra,

Tudo errado, tudo mesmo! Manutenção do treinador, esquema tático previsível, jogadores sem gana, time disperso e desorganizado em campo!

Uma notícia de última hora, e que me pegou de surpresa, foi a demissão do Lisca “doido”. Na minha opinião, um grande erro, pois o melhor momento para manda-lo embora foi após a derrota no primeiro clássico. Penso que foi uma decisão imprudente, pelo menos nesse momento, já que estamos em cima de uma decisão pelas quartas de final do Nordestão contra o Santa Cruz na próxima quarta-feira (em Recife/jogo de ida) e no próximo domingo (Arena Castelão/jogo de volta)!

Sérgio Soares seria uma ótima opção, desde que a diretoria traga um pacote de jogadores defensivos, pois já conhecemos o seu ponto fraco.

Outra coisa que eu venho percebendo nos clássicos, e que é inadmissível, é a total “ausência de sangue” dos nossos jogadores, mesmo com um homem a mais em campo, enquanto que no lado de lá, todos correm e se rasgam em campo com muita raça, assim “como quem corre atrás de um prato de comida”. Conclusão, falta garra e vontade de vencer aos atletas alvinegros, e sobra no time das três cores!

Vejo que não escaparemos desse vexame histórico e seremos eliminados desse campeonato falido, mas ainda temos uma luz no final do túnel. Só nos resta torcer e rezar, mais rezar do que torcer na verdade!

Um forte abraço na maior do estado!

Boooooooooo Cearaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaá, sempre!!!

Leia Mais

Fizemos o nosso papel!

 

Com um golaço, Assisinho decide a partida e foi o nome do jogo. (Foto: Christian Alekson/Cearasc.com)
Com um golaço, Assisinho decide a partida e foi o nome do jogo. (Foto: Christian Alekson/Cearasc.com)

Saudações Nação Alvinegra,

Muitos torcedores me falaram ontem que o Vozão deveria ter deixado o Conquista empatar para prejudicar o nosso rival (eles dependiam da nossa vitória), e fui taxativo em dizer que sou totalmente contra a esse tipo de sujeira.

O Ceará tem que ser é profissional e não um time escuso! Fizemos bem o nosso papel ontem, e é sempre bom lembrar que “amanhã” pode ser o Alvinegro que precisará da ajuda do rival. O mundo do futebol é cruel e tudo muda muito rapidamente, não perdoa.

Falando agora da partida de ontem, aonde tivemos uma atuação bem discreta, mais uma vez por causa da insistência de Lisca nesse “esqueminha” tático retranqueiro! As exceções (de futebol bem jogado) ficaram por conta de Assisinho, Cametá e Richardson.

Os centroavantes ficam muito isolados na frente, boiando mesmo, sendo sacrificados porque a bola não chega com qualidade! Definitivamente, o “doido” tem que eliminar a formação com dois jogadores de área.

Eu formaria o ataque com o Ninja (mais inteligente do que Bill) no meio, Serginho (não pode ser reserva nesse time) na direita e o Assis (finalmente recuperou sua melhor forma) na esquerda, e teríamos ainda o Alex Amado como opção, depois que se recuperar da lesão muscular.

Contratações para a série B:

  • Zagueiros: Precisamos de no mínimo dois, se vierem mais serão bem vindos. Thiago Carvalho, esse pode mandar embora, pois não tem tempo de bola, vive entregando a “rapadura” para o adversário na transição para o meio e não é muita coisa melhor do que o Salazar, que não deveria nem ter vindo.

  • Volantes: Um pegador (só temos Baraka e João Marcos) e outro mais leve (temos o Richardson e Ricardo Conceição), Jhonnatan é meio-termo.

  • Meias Armadores: É o setor mais carente do elenco e necessitamos de pelo menos duas grandes contratações. O Biancucchi me “enganou” e parece que não vai render nem perto do esperado. Já Biteco teve a fatalidade de romper os ligamentos do joelho. E por último vem Zezinho, que retornou de lesão a pouco tempo e ainda é uma incógnita, nos poucos jogos que vi jogar me agradou, vamos continuar analisando.

  • Atacantes: É de longe o melhor setor alvinegro e com a concorrência mais acirrada. Não temos urgência em contratar para o ataque como em outras posições, mas nunca é demais, principalmente quando se surge um grande nome no mercado, temos que ficar de olho.

Domingo já tem a revanche no Clássico-Rei. Vou “rezar” até a hora do jogo para a cabeça do nosso treinador ser iluminada e corrigir os erros táticos, que são muitos, na nossa equipe. Vamos torcer para que dessa vez a sorte esteja do nosso lado.

Um abraço na maior do estado!

Booooooooooooooo Cearaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaá, sempre!!!

Leia Mais

Para confirmar a liderança!

Assisinho ganha nova oportunidade como titular. (Foto: Christian Alekson/CearaSC.com)
Assisinho ganha nova oportunidade como titular. (Foto: Christian Alekson/CearaSC.com)

Saudações Nação Alvinegra,

O Vozão joga hoje por um simples empate para garantir a liderança do grupo E na “Lampions League”, mas conquistar os 3 pontos será importante, pois continuaríamos na briga pela liderança geral da competição, e assim obter a vantagem de decidir sempre em casa no mata-mata, caso o Vozão siga avançando na competição.

Lisca deve manter a “magnífica” tática da retranca, com o ótimo Richardson (esse tem bola) sendo mantido entre os três volantes. Assisinho teve boa atuação no jogo contra o Maranguape e também foi confirmado na equipe titular, mesmo com a liberação de Serginho que vinha sempre sendo utilizado de saída.

Penso que Serginho não deveria ficar de fora, encaixaria ele no ataque caindo pela ponta direita, juntamente com o Assis na esquerda e Rafa Costa como centroavante. Serginho não pode ser reserva desse time!

O Mais Querido será escalado no 4-3-3 com: Éverson; Tiago Cametá, Charles, Thiago Carvalho e Fernandinho; Baraka, João Marcos e Richardson; Assisinho, Bill e Rafael Costa. Técnico: Lisca.

O Zé Bodinho deve ter a seguinte escalação: Carlos; Artur, Sílvio, Leandro Cardoso e Tiaguinho; Edimar, Maicon Costa, Diego Aragão e Kleber; Tatu e Rafael Granja. Técnico: Sérgio Araújo.

Falando agora de merchandising, a diretoria anunciou mais um patrocinador. Trata-se da Pro Tork, maior empresa de moto peças da América Latina e líder mundial na fabricação de capacetes. A marca vai ser inserida nas mangas do uniforme alvinegro e o contrato será de um ano. Ótimo trabalho da diretoria, meus parabéns.

Um abraço na maior do estado!

Booooooooooo Cearaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaá, sempre!!!

Leia Mais

A tática deu certo! Será?

 

Richardson comemora um dos seus gols e foi o destaque do jogo. (Foto: Christian Alekson/Ceará)
Richardson comemora um dos seus gols e foi o destaque do jogo. (Foto: Christian Alekson/Ceará)

Saudações Nação Alvinegra,

Não estou aqui para analisar um resultado puro e simplesmente, como muitos cronistas o fazem. Escrever uma crônica somente em cima da goleada ou no resultado positivo é muito fácil, além de esconder as deficiências do time, que são muitas, ainda ilude nossos leitores.

Então, tento fazer uma leitura criteriosa do jogo, principalmente quando se joga contra um Maranguape da vida, que não é parâmetro nenhum, com todo o respeito.

Os gols finalmente surgiram? Sim, quatro vezes, e foi pouco!

O resultado foi bom? Óbvio que sim, ainda mais com uma goleada, para aliviar a pressão que rondava o técnico Lisca.

O time melhorou taticamente? Não, não mesmo! Continuamos com as mesmas deficiências no primeiro tempo: zagueiro rifando a bola com chutões; time sem ligação com zaga-meio-ataque, pois só tínhamos volantes congestionando o meio de campo; os cruzamentos continuaram sendo praticamente o nosso único meio de chegada para finalização, juntamente com chutes de fora da área, mas reconheço que a qualidade das bolas alçadas melhoraram bastante, acho que resolveram treinar esse fundamento!

Somente na etapa complementar, e após os gols transformarem a partida em goleada, foi que Lisca resolveu finalmente modificar o esquema tático. Penso que demorou muito para fazer as alterações, deveria ter feito mais cedo, até para fazer os testes (ainda estamos fazendo testes?) necessários, e ver se abre a mente do nosso Lisca “doido”.

Parece que já estou imaginando, se vencermos o Vitória da Conquista pela copa do NE com esse “esqueminha”, Lisca irá utilizar novamente essa tática retranqueira no Clássico-Rei com “medo” de perder, daí a minha insistência em dizer que o Ceará “respeita” exageradamente o nosso rival.

Vejam bem os senhores, apesar do Vozão ter dominado 80% das ações ofensivas no último clássico com essa tática, não criamos tantas oportunidades assim de gol, exatamente por conta da ineficácia no nosso setor de criação!

Na próxima quarta-feira, voltaremos as atenções para o Zé Bodinho (Mascote do Conquista) em partida válida pelo Nordestão. Ao alvinegro, basta um simples empate para garantirmos a liderança do grupo, e certamente vamos para o jogo com a estratégia favorita do nosso treinador, a retranca!

E não me venham dizer que não temos peças para fazer as variações táticas, se são jogadores “ruins”, aí é outra história e a culpa é de quem os contrata (Pastana, com o aval da diretoria e de Lisca), mas dispomos SIM de opções no elenco! Cabe ao técnico, saber utiliza-los da melhor forma possível, extraindo de cada atleta o que tem de melhor à oferecer para a equipe como um todo.

Alguns vão pensar que eu quero a queda do nosso treinador, mas o que desejo é o melhor para o nosso Alvinegro de Porangabussu. Sou muito grato por tudo que ele fez, só que eu não torço Lisca, eu torço Ceará! E se continuar com essas teimosias, muito comuns nos técnicos brasileiros, não vejo um futuro muito longo para o “doido”. Queria eu, estar errado, pois torci muito por ele e ainda continuo torcendo, não pensem o contrário!

Esse é meu ponto de vista, mas tomara que eu queime a língua, pelo bem do Ceará.

Um abraço na maior do estado!

Boooooooooo Cearaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaá, sempre!!!

Leia Mais

Mesmo esquema novamente?

 

Richardson agradou e ganhou uma vaga no time. (Foto: Cearasc.com)
Richardson agradou e ganhou uma vaga no time. (Foto: Cearasc.com)

Saudações Nação Alvinegra,

Vou falar muitas vezes a palavra “tática” nesse artigo, em vários sentidos!

O que Lisca quer provar? Mesmo com os recentes fracassos, o cidadão esboçou escalar o mesmo esquema tático no treino de apronto, com apenas duas mudanças: Richardson assume definitivamente a vaga de titular, e Assisinho entra no lugar de Serginho, que será poupado por conta de uma amigdalite.

Duas alterações, mas “neca de pitibiriba” na questão tática, coisa que venho questionando há um bom tempo!

Lisca fala em mudar o estilo de jogo do time, valorizando mais a posse de bola, diminuindo os chutões da zaga para o ataque e as jogadas aéreas, exageradamente executadas pelos laterais e sem a eficiência desejada.

Taticamente falando, entendo que nada vai mudar, sem um esquema mais coeso e compacto. Para mim, vai colocar o seu cargo em risco à toa, principalmente porque bate de frente com as reclamações recorrentes do nosso torcedor, exatamente na questão TÁTICA (desculpem a redundância com essa palavra).

Os resultados de ontem foram bons, e nós podemos chegar à liderança, caso consigamos a primeira vitória (que vergonha) pela segunda fase do estadual contra o Maranguape, time com um investimento irrisório comparado ao elenco de Porangabussú. Mesmo um empate pode ser catastrófico para o Vozão, pois não mais dependeríamos de nós mesmos para classificarmos.

Pois bem, que o “doido” tenha a competência de seus comandados e a sorte tão necessária em qualquer esporte. Sendo que ele poderia evitar ser tão previsível, colocando em cheque a “classificação certa” em um campeonato falido, deixando o Ceará Sporting pela primeira vez fora do Nordestão (em 2017). Além de emplacar um prejuízo imensurável, seria uma situação vexaminosa!

O Gavião da Serra, comandado por Reginaldo França, deve ir com os seguintes titulares: Théo; Emerson, Júnior Alves, Jhony e Lucas Pio; Albano, Peter, Gaúcho e Ronaldinho; Nilsinho e Jessuí.

Nosso treinador “doido” vai lançar a sua sorte no 4-3-3 com: Éverson; Tiago Cametá, Charles, Thiago Carvalho e Fernandinho; João Marcos, Baraka, Richardson e Assisinho; Bill e Rafael Costa.

Um abraço na maior do estado!

Booooooooooo Cearaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaá, sempre!!!

Leia Mais

Lisca na corda bamba?

 

Lisca tem futuro incerto em Carlos de Alencar Pinto. (Foto: Cearasc.com)
Lisca tem futuro incerto em Carlos de Alencar Pinto. (Foto: Cearasc.com)

Saudações Nação Alvinegra,

Difícil de acreditar? Mas é verdade! Ainda não vencemos na 2ª fase de um estadual falido e com nível técnico abaixo da crítica!

Já são 9 pontos disputados e apenas 2 conquistados, ou seja, uma verdadeira piada aos olhos do torcedor alvinegro, que vem passando vergonha nos últimos jogos do Campeonato Cearense.

Se já não bastasse a derrota no clássico, o time consegue empatar com status de mediocridade, contra um adversário de investimento ínfimo, em contrapartida dos milhares de $$$$$$$$ que a diretoria gasta com o elenco de Porangabussu.

Então, quando a torcida mais esperava uma resposta imediata dos jogadores dentro de campo, contra um pequeno do estado, o máximo que se consegue é “arrancar” um pontinho? Para mim, o maior culpado foi novamente o “doido”, muito pela sua teimosia em insistir na escalação de três volantes e dois centroavantes!

Na minha postagem de ontem, avisei que esse esquema era uma furada, jamais teremos qualidade na ligação do meio com o ataque com essa formação, deixando nossos centroavantes isolados, ainda mais com dois laterais que não sabem chegar na linha de fundo, e quando chegam não tem precisão nos cruzamentos.

Estou cada vez mais convencido que Lisca não passa de um técnico motivador, realmente ele é ideal para levantar a moral da equipe e tirar do buraco em uma situação de desespero, exatamente como estávamos ano passado, e foi fundamental naquele momento.

Hoje, vejo que ele não serve para um projeto a longo prazo, pois não sabe montar uma equipe indicando as contratações de forma precisa para as posições mais carentes. É péssimo em formatar uma disciplina tática, não conseguindo enxergar no seu elenco (com o que tem nas mãos) as peças necessárias para fazer variações táticas.

Não culpo a diretoria pela renovação do seu contrato, já que ele foi o “salvador da pátria” e era unanimidade nas arquibancadas. Mas está na hora de pensar em algum nome para a série B, alguém com perfil de segunda divisão, que saiba lidar com as dificuldades que um campeonato “esticado” traz, são 38 LONGAS rodadas.

Mesmo que por um acaso, o Ceará Sporting venha a ser campeão de alguma coisa com o Lisca no comando, a diretoria tem que ter um plano B com os nomes engatilhados. Caso contrário, podemos colocar toda a temporada pelo cano, como foi no ano passado (foram cinco técnicos e um interino), que pelo “o fio da navalha” conseguimos escapar do inferno da terceira divisão.

Para o “doido”, se não conseguir a vitória diante do Gavião da Serra pela 4ª rodada, ficará insustentável a sua permanência, além de deixar delicadíssima a situação do Mais Querido por uma classificação, pois só restarão mais dois jogos, sendo um deles mais um Clássico-Rei.

Forte abraço na maior do estado!

Boooooooooo Cearaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaá, sempre!!!

Leia Mais

Hoje, vitória é obrigação!

 

Foto: site Ceara Sporting Club/Rafael Barros.
Foto: site Ceara Sporting Club/Rafael Barros.

Saudações Nação Alvinegra,

Hoje vamos para o confronto contra o Uniclinic (considerado por muitos a melhor equipe dos “pequenos”) pressionados pela vitória, pois só conquistamos um pontinho nessa 2ª fase do estadual.

Lisca vem sendo questionado pela torcida devido as escalações muito conservadoras, se preocupando demasiadamente com o setor defensivo. Ele deve saber que será massacrado pelo torcedor e pela imprensa caso o resultado não seja a vitória.

E parece que vai continuar fazendo ouvido de mercador para o seu torcedor, ele deu a seguinte declaração sobre o esquema tático que irá utilizar logo mais: “Não deve mudar. Vamos manter, porque gostamos da performance da equipe. A performance não foi ruim no clássico. O resultado sim. Tivemos mais posse de bola e oportunidades de gol, mas não aproveitamos”, disse Lisca sobre a derrota no Clássico-Rei.

Até concordo que o resultado poderia ter sido outro, principalmente no segundo tempo, quando somente o Alvinegro quis jogar futebol e o nosso rival jogava por uma bola, com sua tática “kamikaze”, o que acabou dando certo para eles. Mas discordo completamente do esquema com três volantes que não tem qualidade na saída de bola.

Na minha opinião, para o que temos hoje, o melhor esquema seria o 4-3-3 ou 4-3-1-2.

No 4-3-3 (esquema mais simples) minha escalação seria a seguinte: Éverson; Cametá, Sandro (quando ficar recuperado), Charles e Fernandinho; Baraka, Ricardo Conceição e Biancucchi; Serginho, Alex Amado e Rafael Costa (Bill).

Já no 4-3-1-2 o time seria: Éverson; Cametá, Sandro, Charles e Fernandinho; Baraka, Richardson e Ricardo Conceição; Serginho (flutuando no ataque); Alex Amado e Rafael Costa (Bill).

Ponto 1: Percebam que sempre preferi o Baraka ao João Marcos, pois vejo que ele tem mais vigor físico do que o João para dar o combate.

Ponto 2: Ainda acho que temos os dois melhores centroavantes do Nordeste, mas enquanto o Ceará não tiver dois meias articuladores, juntamente com laterais que saibam cruzar, a dupla Rafa Costa e Bill não dará certo.

Ponto 3: Na primeira formação, teríamos o Biancucchi na articulação das jogadas, Serginho e Amado caindo pelas pontas e o Ninja como homem referência no ataque. A equipe ganharia mais compactação e dinamismo ofensivo.

Ponto 4: Na segunda formação, optei por jogar com três volantes, sendo que escolhi os dois do elenco com mais técnica e qualidade no passe (Conceição e Richardson), juntamente com um mais pegador (Baraka), liberando os nossos dois laterais para apoiar na frente, já que são mais alas do que jogadores de defesa. Serginho, como um jogador inteligente que é, ficaria livre para se movimentar em qualquer setor do ataque, articulando as jogadas. E na frente, com o Amado também se movimentando bastante, mas chegando próximo do centroavante para dar apoio.

Com os desfalques de Charles e João Marcos, que estão suspensos pelo terceiro amarelo, o nosso comandante “doido” mandará um esquema bem diferente dos meus pensamentos com: Éverson; Tiago Cametá, Carlão, Thiago Carvalho e Fernandinho; Baraka, Richardson, Conceição e Serginho; Rafael Costa e Bill.

O técnico Maurilio Silva deve escalar a Águia da Precabura com: Alex; Douglas, André Lima, Victor e Guidio; Guto, Preto, Leanderson e Enercino; Diogo e Rael.

Forte abraço na maior do estado!

Booooooooooo Cearaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaá, sempre!!!

Leia Mais

Respeito exagerado? Deu no que deu!

 

Foto: Christian Alekson / Cearasc.com
Foto: Christian Alekson / Cearasc.com

Saudações Nação Alvinegra,

Não me conformo com essa postura de respeito excessivo contra o nosso rival, e vou usar uma frase dita pelo meu irmão Marcelo: “de uns tempos pra cá, quando o Ceará vê as cores nas camisas do FEC enxerga o Bayern de Munique”, sendo que na verdade é um time que está na série C há sete anos, sem receita e com muitos problemas financeiros!

O nosso técnico Lisca vem se mostrando um verdadeiro “doido”, batendo boca o tempo todo com o bandeira, o quarto árbitro e o pior, com a torcida adversária (não foi a primeira vez). Vem escalando seguidamente a equipe de forma covarde com três volantes e insistindo demasiadamente no atleta Jhonnatan.

É bem verdade que ele não tem muitas opções para o meio, mas foi visível a melhora do time após a entrada de Ricardo Conceição no lugar de Jhonnatan. Com o que temos hoje no elenco, o Conceição é titular com sobras!

A empolgação do lado de lá está definitivamente de volta na mente fraca deles e, para mim, é uma empolgação com prazo de validade que em pouco tempo vai perecer!

Ouvi em uma emissora de rádio a seguinte comentário absurdo: “o técnico Marquinhos Santos deu um baile tático em Lisca”. Como assim cara pálida? Se a tática deles chamou o Ceará o tempo todo para seu campo de defesa, principalmente no segundo tempo quando só um time jogou e propôs o ataque! Eles fizeram os gols praticamente em duas finalizações no jogo todo e foram mais competentes, nada mais do que isso. Tivemos ainda a grande chance de fazer 2×0 na cabeçada livre de Rafa Costa. Esse lance desperdiçado foi a bola do jogo.

O grande erro de Lisca foi ter escalado errado a equipe, então o mérito do Marquinhos nem foi dele próprio, e sim no erro do adversário!

Os comentaristas dessa emissora de rádio e televisão sempre analisam o futebol em cima do resultado, limpo e seco! Não sabem fazer a leitura do jogo de forma mais criteriosa e já estão totalmente em descrédito com o torcedor. Só o que se escuta nas arquibancadas é o repúdio dos alvinegros para com esses “profissionais comprometidos” da imprensa cearense!

Voltando para a minha análise da derrota amarga de ontem, ficou um alento em perceber que quando o Ceará parou de enxergar o escudo do Bayern nas camisas deles, passamos a dominar amplamente as ações ofensivas do jogo, mas pecamos no último passe para concluir em gol.

Mesmo com o nosso gol irregular (não foi pênalti), eu afirmo que o placar foi injusto, mas sabemos que no futebol a “bola pune” e no final quem ficou com os três pontos foram eles.

O que nos resta é aguentar a gozação dos rivais e esperar o próximo Clássico Rei. Espero que os nossos jogadores não enxerguem o GIGANTE ALEMÃO novamente, principalmente o nosso treinador, e provem para o torcedor a minha teoria do “respeito exacerbado”!

Bola cheia:

Hoje vai somente para dois jogadores: Serginho e Ricardo Conceição. O primeiro foi o único dos titulares que procurou sempre fazer algo de diferente, articulando as jogadas e se movimentando bastante; ainda bateu uma bela falta que explodiu no travessão. O segundo entrou logo no início da etapa complementar e deu uma cara nova na partida, avançando o time para o ataque; acredito que tenha convencido o Lisca de que ele é titular de olhos fechados, pelo menos nesse seu pretendido esquema tático!

Bola murcha:

Foram muitos, mas vou falar somente do principal: Lisca! Alguém avise para esse cidadão que ele não precisa ter tanto “medinho” do time das três cores, que pare de escalar o time com três volantes e desista de insistir em Jhonnatan. Ele deve tentar encaixar o Biancucchi, que é o nosso único meia articulador de ofício na equipe, juntamente com o Serginho no meio de campo. Mas já que o “doido” quer jogar na retranca (o medo de perder atrapalha a equipe como um todo) com três volantes, que escale ao menos um jogador com mais saída de bola, melhorando a qualidade da ligação do meio com o ataque; nesse senário, a melhor opção certamente é Ricardo Conceição.

Um forte abraço na maior do estado!

Boooooooooo Cearaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaá, sempre!!!

Leia Mais

Clássico Rei, vamos medir forças?

IMG-20160312-WA0019

Saudações Nação Alvinegra,

A “empolgação” do lado de lá está de volta, talvez devido ao novo técnico (porque futebol bem jogado não é), sei que se trata de clássico e tudo pode acontecer, há quem diga que em clássico não tem favorito, mas na minha humilde opinião somos favoritos SIM.

Vejo que não temos para quê medir forças com o nosso rival, temos sim é que se impor (coisa que não fazemos há muito tempo) por vários motivos e vou enumerar só alguns: Somos da segunda divisão (Série C? Nunca vi, nem joguei, eu só ouço falar!), nossa saúde financeira não tem comparação, nosso elenco é mais caro e qualificado, temos a melhor dupla de ataque do nordeste, etc…

(mais…)

Leia Mais

Jogo Sonolento

Rafael Costa comemorando o seu gol, o segundo do alvinegro (Foto: Renan Morais)
Rafael Costa comemorando o seu gol, o segundo do Vovô. (Foto: Renan Morais)

Saudações Nação Alvinegra,

A impressão que deu quando a bola rolou no estádio Albertão foi de que os jogadores alvinegros tomaram sonífero no vestiário antes da partida.

Ontem demos muita sopa para o azar, poderíamos ter levado o castigo no primeiro tempo quando o placar ainda marcava 0x1 em um daqueles lances do “inacreditável futebol clube” e escapamos de levar o empate!

Vencemos o frágil time do Flamengo-PI por 0x2 e praticamente garantimos a liderança do grupo, a não ser que o Sampaio aplique uma goleada de 6×0 hoje contra o Vitória da Conquista. O Ceará deve sacramentar a classificação como líder na última rodada jogando apenas pelo empate dentro dos nossos domínios.

O time parecia estar com a cabeça voltada para o clássico-rei, com os jogadores muito dispersos em campo, como se a vitória fosse somente uma questão de tempo. Era notório que os jogadores estavam se poupando, mas poderíamos ter pago muito caro por conta dessa postura irresponsável da equipe, um empate contra um time que não faz um mísero gol à 7 jogos seria um desastre imensurável!

No próximo domingo já tem o primeiro clássico do ano e espero encarecidamente que os jogadores tenham guardado toda a sua raça, ímpeto e vontade de vencer desde o primeiro minuto até o apito final do árbitro!

Bola murcha:

Para todos os jogadores que estiveram em campo. Uma equipe vencedora jamais jogaria com tamanha irresponsabilidade em um jogo que só a vitória interessava, como se estivesse menosprezando o adversário!

Um abraço na maior do estado!

Booooooooooo Cearaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaá, sempre!!!

Leia Mais