32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Ceará

Famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra ocupam fazenda em Cratéus 

segunda-feira, 15 de abril 2024

Ainda na madrugada desta segunda (15), ao menos 200 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam uma fazenda localizada em Crateús. A Fazenda Curralinhos tem cerca de 800 hectares e está incluída no perímetro da Barragem Lago de Fronteiras, uma obra em construção pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).

Foto: Reprodução/ MST

Conforme o movimento, esta ação no Ceará tem em vista denunciar a priorização dos interesses econômicos em detrimento dos direitos das famílias atingidas pela barragem. “Muitas famílias ainda não receberam indenizações ou foram indenizadas com valores baixos, e os reassentamentos, novas estradas, pontes e cemitérios não têm sido construídos, gerando incertezas e desespero e para haver justiça, também é necessário que as áreas de terra irrigáveis sejam destinadas para o povo Sem Terra, sobretudo, a população mais prejudicada pelas obras do Lago de Fronteiras”, afirma.

Além disso, o MST reivindica que a Fazenda Curralinhos e os cinco mil hectares previstos para agricultura irrigada na Barragem do Lago de Fronteiras sejam desapropriados para a construção de assentamentos. O movimento exige também orçamento do Governo Federal para assegurar e agilizar o acesso aos direitos pelas famílias, que foram impactadas pela barragem. Além da criação de um plano nacional para assentamento das mais de 60 mil famílias acampadas em todo país, garantir política de crédito para as famílias assentadas, investir em infraestruturas, bem como garantir infraestrutura hídrica.

As ocupações ocorridas nesta segunda em alguns Estados, fazem parte da Jornada Nacional de Luta pela Reforma Agrária, que faz alusão ao Massacre de Eldorado dos Carajás, ocorrido em 17 de abril de 1996, onde  21 Sem Terra foram assassinados. Este ano, com o lema “Ocupar para o Brasil alimentar”, a jornada nacional em defesa da Reforma Agrária é apresentada pelo movimento como alternativa urgente e necessária para a produção de alimentos saudáveis para a população do campo e da cidade, com o objetivo de combater a fome e avançar no desenvolvimento do país.

Mais conteúdo sobre:

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra MST Ocupação MST

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com