32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Economia

B3 anuncia leilões de petróleo e gás para os próximos três anos

terça-feira, 07 de maio 2024

A Bolsa de Valores brasileira, localizada em São Paulo, revelou seus planos para os próximos três anos: realizar uma série de leilões para a comercialização das parcelas de petróleo e gás natural pertencentes à União. Essa iniciativa surge através da Pré-Sal Petróleo (PPSA), uma empresa pública ligada ao Ministério de Minas e Energia (MME), incumbida desde novembro de 2013 da gestão dos Contratos de Partilha de Produção, da representação da União nos Acordos de Individualização da Produção (Unitização) e da administração da comercialização de petróleo e gás natural.
O calendário desses leilões está sendo cuidadosamente elaborado pela PPSA em conjunto com o MME, com o objetivo de oferecer maior previsibilidade ao mercado. Os dois primeiros leilões de petróleo estão agendados para julho deste ano e abril de 2025, enquanto os seguintes terão início a partir do quarto trimestre de 2025. Paralelamente, está sendo considerada a realização de um leilão exclusivo para gás, ainda sem data definida.
Segundo Alexandre Silveira, ministro de Minas e Energia, os recursos provenientes do petróleo e gás da União são cruciais para impulsionar investimentos em áreas fundamentais como saúde, educação e transição energética, através do Fundo Social. A diretora Técnica e presidente interina da PPSA, Tabita Loureiro, anunciou detalhes sobre o primeiro leilão, marcado para julho. Ele incluirá as cargas de Mero e Búzios de 2025, cujos contratos de compra e venda expiram em dezembro deste ano. Loureiro está em Houston, Texas, onde participará da Offshore Tecnology Conference (OTC) na próxima quarta-feira (8), discutindo as perspectivas do setor offshore no Brasil.
Além disso, Loureiro destacou que estão sendo determinados os volumes de óleo a serem disponibilizados em cada leilão, considerando a previsão de aumento na produção da União. Essa definição das datas também visa auxiliar os compradores na organização logística para o transporte do petróleo produzido pela unidade marítima.
A projeção é de avanço na produção de petróleo e gás natural da União nos próximos anos, atingindo o pico em 2029. Desde novembro de 2021, a PPSA já realizou três leilões na B3, nos quais foram comercializadas as produções de longo prazo de Mero, Búzios, Sapinhoá e Tupi. Desde então, a União também conta com produção de petróleo em Sépia e Atapu, que estão sendo comercializadas através de consulta direta ao mercado.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com