32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Economia

BC não deveria votar meta de inflação, mas cumprir, diz Galípolo

quinta-feira, 25 de abril 2024

O diretor de Política Monetária do Banco Central do Brasil e ex-secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Gabriel Galípolo, disse nesta quarta-feira (24) que o papel do BC seja apenas o de cumprir e não estabelecer metas de inflação. Para ele essa função deve caber a um poder eleito democraticamente, que é responsável por determinar o mandato dos diretores do Banco Central.
“Estamos aqui recebendo um mandato. Assim como na empresa de todos vocês, meta não é para se discutir, meta é para se perseguir. Eu sou até de uma posição talvez mais radical aqui, de que acho que o BC nem deveria no CMN [Conselho Monetário Nacional] votar na meta de inflação. Temos a autonomia para perseguir essa meta. Então, para a gente, não passa a discussão no Copom se a meta está baixa demais, está alta demais”, disse Galípolo a investidores e empresários em São Paulo.
A declaração ocorreu após Galípolo ser questionado sobre o centro da meta de inflação estabelecida no Brasil (3%). “Cabe colocar os economistas, especialistas e os economistas de mercado produzir essa discussão da maneira que se julgar mais pertinente”.Atualmente, o colegiado do CMN, responsável por estabelecer as metas de inflação, é composto por três cadeiras, ocupadas pelo presidente do Banco Central (Roberto Campos Neto), pelo ministro da Fazenda (Fernando Haddad) e pela ministra do Planejamento e Orçamento (Simone Tebet).

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com