32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Economia

Imposto de Renda: segundo lote de restituição terá correção de 1%

terça-feira, 14 de maio 2024

O segundo lote de restituição do Imposto de Renda 2024 será pago em 28 de junho com correção de 1%, segundo informou a Receita Federal. A correção ocorrerá porque o pagamento tem como base a taxa básica de juros da economia, a Selic, que atualmente está em 10,5% ao ano. O mesmo não ocorre com o primeiro lote, que será em 31 de maio, último dia para declarar, sem correção. A Receita disse que os contribuintes dos municípios atingidos pelas enchentes no Rio Grande do Sul (RS) receberão a restituição em junho, pois terão prioridade. O valor da restituição tem uma correção de 1% por mês e mais um percentual proporcional da Selic, a taxa básica de juros, Desde 2023, a Receita ampliou as regras que garantem prioridade aos cidadãos. Em primeiro lugar aparecem idosos com 80 anos ou mais, seguido de idosos com 60 anos ou mais, e pessoa com deficiência e/ou doença grave. Depois aparecem contribuintes cuja maior fonte de renda é o magistério e aqueles que usaram a declaração pré-preenchida e/ou optaram por receber a restituição por Pix. A consulta ao primeiro lote deverá ser liberada em 24 de maio, uma semana antes do pagamento dos valores, previsto para o dia 31 de maio, fim do prazo para declarar. Depois disso, serão mais quatro lotes, sempre no último dia útil do mês. De acordo com dados da Receita, quem entregar o IR após o prazo legal, terá de pagar uma multa mínima de R$ 165,74, que pode chegar a 20% do imposto devido. O número de contribuintes prioritários deve aumentar neste ano, já que a declaração pré-preenchida, que dá prioridade, está sendo usada por mais de 40% de quem prestou contas ao fisco até agora. No ano passado, o modelo foi adotado por 23,9%. É obrigado a declarar o Imposto de Renda em 2024 o contribuinte que, entre outros, em 2023 recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 30.639,90, o que inclui salário, aposentadoria e pensão do INSS ou de órgãos públicos; em anos anteriores, o limite utilizado foi a partir de R$ 28.559,70. Neste ano, a Receita liberou o Programa Gerador do Imposto de Renda (PGD) em 12 de março, e o acesso pelo aplicativo Meu Imposto de Renda para celular e tablet no dia 15, assim como o portal e-CAC. O prazo de entrega vai de 15 de março a 31 de maio. A declaração pré-preenchida também foi disponibilizada em 12 de março. Quem opta pelo modelo entra na fila de prioridade da restituição, que inclui ainda contribuintes que recebem os valores por Pix, idosos acima de 60 anos, professores cuja maior fonte de renda é o magistério e cidadãos portadores de deficiência física ou mental ou doença grave. Doação É possível ajudar ainda mais as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul com a doação de até 6% do imposto devido a fundos que são controlados por conselhos municipais, estaduais, distrital ou nacional. “As doações podem ser feitas por pessoa física apenas no modelo completo da declaração do Imposto de Renda”, afirma o advogado tributarista Leandro Nagliate. “Além de auxiliar quem mais necessita neste momento, o valor destinado permite ao contribuinte pagar menos imposto.” Até a data limite, o contribuinte tem a opção de destinar até 6% do valor devido aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente e/ou aos Fundos dos Direitos da Pessoa Idosa. De acordo com o tributarista, a forma mais simples de destinar parte do imposto devido é acessando no modelo completo da declaração de Imposto de Renda o item “Doações Diretamente na Declaração”. Em seguida, o contribuinte escolhe Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente e/ou Fundos dos Direitos da Pessoa Idosa. Se optar por um dos fundos, o valor máximo é de 6%, não podendo ser mais que 3% para uma mesma entidade. Na escolha dos dois fundos, são 3% para cada um. Nesta modalidade, não há a opção de endereçar o valor a uma entidade específica.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com