32 C°

20 novembro 2023.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Economia

Pagamento do 13º salário vai injetar R$ 7 bi na economia do Ceará

segunda-feira, 20 de novembro 2023

Até dezembro de 2023, o pagamento do 13º salário deverá injetar R$ 7 bilhões na economia cearense, o equivalente a 2,4% do total do Brasil e 15,4% da região Nordeste. Esse montante representa em torno de 3,0% do PIB estadual. A média de valores por pessoa é estimada em R$ 2.163,65. A projeção foi divulgada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE).

Ainda segundo a estimativa, do total de pessoas que terão acesso ao benefício na Região Nordeste, o Ceará corresponde a 16,4%. Os empregados do mercado formal, celetistas ou estatutários, representam 55,3%, enquanto pensionistas e aposentados do INSS equivalem a 44,7%. O emprego doméstico com carteira assinada responde por 0,8%. Com relação aos valores que cada segmento receberá, os empregados formalizados ficam com 67,2%, o equivalente a R$ 4,7 bilhões. Os beneficiários do INSS, com 32,8% (R$ 1,8 bilhão), enquanto aos aposentados e pensionistas do Regime Próprio do estado caberão 5,1% (R$ 357,0 milhões) e aos do Regime Próprio dos municípios, 2,3%.

Entre os aposentados que estão na espera para receber o benefício está Tereza Pereira, de 63 anos. “É um dinheirinho que sempre aguardamos, pois ajuda nas compras de final de ano, momento em que geralmente a gente gasta mais. O décimo é fundamental para mim e para a minha família. Vai servir para incrementar a nossa ceia e as festas antes de entrarmos no ano que vem”, disse.

“O 13º salário é um direito constitucional do trabalhador e muito importante para a movimentação da economia no final do ano. Geralmente, é um momento de grande aquecimento econômico, com o varejo vendendo mais, as pessoas consumindo mais, o comércio realmente animado para concluir o ano com saldo positivo. Neste ano, a projeção de injetar R$ 7 bilhões na economia é superior à do ano passando, que foi em torno de R$ 6 bi, o que evidencia um momento melhor do cenário atual, potencializado por programas como o Desenrola Brasil, por meio do qual muita gente saiu do vermelho. Importante lembrar ao consumidor, no entanto, que não é só gastar, é preciso refletir antes de comprar e avaliar o que pode ser deixado para depois para evitar endividamentos”, destacou o especialista em economia e contador, Helder Pereira.


Dados nacionais
No cenário nacional, o benefício tem o potencial de injetar na economia brasileira cerca de R$ 291 bilhões, 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB). Para o cálculo do impacto do pagamento do 13º salário, o DIEESE não leva em conta autônomos, assalariados sem carteira ou trabalhadores com outras formas de inserção no mercado de trabalho que, eventualmente, recebem algum tipo de abono de fim de ano, uma vez que não há dados disponíveis sobre esses proventos.

De acordo com o DIEESE, a parcela mais expressiva do 13º salário (50%) deve ser paga nos estados do Sudeste, cuja capacidade econômica do país é maior. Já no Sul devem ser pagos 17% do montante e no Nordeste, 15,7%. Enquanto isso, as regiões Centro-Oeste e Norte pagam, respectivamente, 8,8% e 5%. No Distrito Federal, por exemplo, que detém o maior valor médio para o 13º, deve pagar R$ 5.400. Já os menores valores do país ficarão com Maranhão e Piauí (R$ 2.087 e R$ 2.091, respectivamente).

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com