32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Economia

Produtos de aço passarão por cotas de importação

quarta-feira, 24 de abril 2024

O Comitê Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu que, nos próximos 30 dias, 11 produtos de aço importados enfrentarão cotas de importação. Se ultrapassarem o limite máximo, estarão sujeitos a pagar um Imposto de Importação de 25% ao entrarem no país.
Antes de ser publicada no Diário Oficial da União, a resolução da Camex exigirá a análise dos países parceiros do Mercosul. Além disso, a publicação de uma portaria pela Receita Federal para regular as cotas também é aguardada.
A medida, válida por 12 meses a partir da publicação, visa evitar uma competição injusta com o aço nacional. Em 2023, as importações dos 11 produtos de aço excederam em 30% a média entre 2020 e 2022. Recentemente, as siderúrgicas brasileiras têm alertado sobre uma invasão de aço chinês, que chega ao Brasil a preços mais baixos que os produtos locais.
Atualmente, o Imposto de Importação para os 11 produtos sujeitos a cotas varia de 9% a 14,4%. O Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Mdic) está considerando impor cotas a outros quatro produtos derivados do aço. Estes produtos não foram incluídos na lista imediatamente, pois o Mdic está investigando se o aumento das importações no ano passado foi causado por variações de preço, em vez de um aumento na quantidade.
O Mdic afirmou que os estudos técnicos indicam que as cotas não afetarão os preços para o consumidor nem a cadeia produtiva. Durante os 12 meses de vigência, o governo irá monitorar o comportamento do mercado. A expectativa é que a medida contribua para reduzir a capacidade ociosa da indústria siderúrgica nacional.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com