32 C°

sábado, 16 de outubro de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Economia

Tecnologia minimiza efeito das secas no CE

quinta-feira, 23 de setembro 2021

O monitoramento é ferramenta essencial para geração de dados que possibilitem tanto a antecipação de ações quanto o acompanhamento de diligências mitigadoras e compensatórias. No Ceará, há mais de 30 anos, a Secretaria de Recursos Hídricos (SRH) é o órgão coordenador da política que concebe os planos de recursos hídricos, elabora e desenvolve os projetos de infraestrutura hídrica, sejam barragens adutoras, eixos de transferência hídrica e também aprimora a cada ano o processo normativo da gestão de recursos hídricos.

FOTOS GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ



“A Funceme trabalha de forma integrada com a Secretaria (SRH) e a Cogerh, desenvolvendo não só o monitoramento das chuvas, mas de outros parâmetros de tempo e de clima”, explica o secretário Francisco Teixeira, ressaltando o trabalho de inteligência agregado ao investimento humano. Em parceria com a Cogerh, conseguimos desenvolver previsão de aportes, que é o fluxo da água que poderá vir aos nossos reservatórios nas estações chuvosas prognosticado pela Funceme. Nosso processo de tomada de decisão de transferência de água leva em conta a previsão do clima, desenvolvida pela Funceme, e a previsão de aportes dos reservatórios, realizada pela Funceme com a Cogerh e o monitoramento efetuado no dia a dia”, acrescenta.

A Fundação, ainda conforme o secretário estadual, conta com uma rede de pluviômetros e de estações meteorológicas que analisam os parâmetros climáticos. Eles medem não só a chuva, mas também a evaporação. Mas toda a tecnologia não seria suficiente se por trás e à frente dela não tivesse a presença de uma grande equipe humana, muito bem capacitada, como aponta Teixeira.

“Não só nos quadros da Cogerh, que já desenvolveu três concursos e está sempre atualizando seu quadro profissional, como da Funceme, onde recentemente, depois de quase 50 anos de história, foi realizado o segundo concurso de sua história, permitindo a entrada de técnicos altamente especializados”, enaltece.

Sendo uma autarquia, diferentemente da Cogerh, que é uma companhia, e da Funceme como fundação, a Sohidra é uma autarquia que executa as obras hídricas desde as menores, como os poços, instalação de chafarizes e dessalinizadores. “Vale salientar que, desde 2015, a Sohidra bateu todos os recordes de construção de poços. Temos cerca de 18 mil poços construídos ao longo dos 32 anos de sua existência, e mais de 9 mil foram construídos de 2015 pra cá”, afirma o secretário Francisco Teixeira.

A autarquia conta atualmente com mais de 20 parques de máquinas que perfuram poços para atender, sobretudo, às comunidades rurais do interior do Ceará. Todavia, elas também atuam em áreas urbanas. “Portanto, os poços são importantes não só para garantir a água para as comunidades rurais, mas para complementar a água superficial que, às vezes, falta para a população também urbana do estado do Ceará”. Outro tipo de obra que a Sohidra executa são as barragens, adutoras para abastecimento humano e os chamados eixos de transferência hídrica, tipo o Eixão das Águas.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com