32 C°

quarta-feira, 29 de junho de 2022.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Fortaleza 296

Reforma da Beira-Mar traz melhorias para o cartão postal de Fortaleza

quarta-feira, 13 de abril 2022

Por Yasmim Rodrigues

A Avenida Beira-Mar é um dos pontos turísticos mais visitados da capital cearense, tanto por turistas, quanto pelos próprios moradores. O local, famoso pelas feirinhas, restaurantes, venda de artesanatos e por ser extremamente movimentado em todos os momentos do dia, está passando por uma longa requalificação, que ainda não foi concluída, mas já tem alterações significativas.

Foto: Eliézio Vieira/ Prefeitura de Fortaleza



O plano, apresentado pelo ex-prefeito Roberto Cláudio, em 2018, previa diversas melhorias urbanas para a avenida. As obras foram iniciadas em agosto daquele mesmo ano. Entre as principais mudanças estavam a construção de um novo calçadão, a ampliação da faixa de areia entre a Praia de Iracema e o bairro Meireles e a urbanização do trecho entre a Av. Rui Barbosa e a Rua Tereza Hinko.

O projeto determinava que seriam envolvidos 211.515,57 m² de área construída nas obras, com um orçamento de cerca R$ 120 milhões, contando com recursos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). De acordo com a Prefeitura Municipal, a requalificação e a padronização da orla foram idealizadas para atrair mais visitantes e alavancar o desenvolvimento econômico da cidade. “A Beira-Mar de Fortaleza é a área de convivência mais movimentada da nossa cidade, há muito tempo que a região precisava de uma reforma, de uma requalificação, até porque é um lugar onde se gera muito emprego, renda e milhares de famílias subsistem de atividades econômicas ligadas à nossa Beira-Mar”, afirma Samuel Dias, Secretário Municipal da Infraestrutura.

O novo calçadão da avenida Beira-Mar tem 66.704,38 m² de área e contará com mudanças na iluminação, academias, banheiros, parque para crianças, quadras de vôlei de praia, pista de skate, anfiteatro, pista de hockey, ciclovia e pista de cooper, além de um posto da Casa do Turista e um prédio para administração.

Ademais, as obras visam promover a acessibilidade com calçadas que contém rampas, piso tátil e travessias elevadas para pedestres. A Feirinha de Artesanato também passa por reestruturação, o local contará com 707 boxes padronizados. “A nova feirinha da Beira-Mar vai abrigar a antiga feirinha que era feita de forma improvisada”, pontua Samuel Dias.

Para substituir as antigas barracas e atrair mais pessoas, havia previsão de construção de cerca de 60 quiosques, dos quais 56 já tinham sido entregues no final de novembro de 2021. “A prefeitura vem recebendo muitos elogios da população e também cobranças. A prefeitura está atenta a essas cobranças e vai incorporar ao longo da Beira-Mar essas observações que a população vem fazendo”, afirma o Secretário Municipal da Infraestrutura.
O plano definia ainda, que esculturas da avenida passariam por melhorias e restaurações como o Monumento ao Saneamento, o Monumento ao Jangadeiro e a Estátua de Iracema. Em outubro de 2021, a Secretaria de Infraestrutura (SEINF) informou que cerca de 97% da reforma já havia sido concluída.

Um dos principais pontos percebidos nas obras foi a ampliação do aterro da Praia de Iracema em dois trechos, onde houve crescimento de 80 metros na faixa de areia. Entre os espigões da Rua João Cordeiro e da Avenida Rui Barbosa, totaliza-se uma área de 71 mil m², já no trecho entre a Av. Rui Barbosa e a Av. Desembargador Moreira, surgiu um novo aterro que conta com cerca de 81 mil m² de área. Juntas, as faixas somam dois quilômetros.

Para viabilizar a reforma, a Regional 2 realizou um trabalho de ordenamento do espaço, no qual houve o mapeamento de atividades por categoria. Atualmente, a Beira-Mar conta com diversas iniciativas nas áreas de esporte, gastronomia e cultura. Como incentivo ao empreendedorismo, após o mapeamento e cadastramento, 1.354 permissionários foram capacitados em uma parceria com a Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE).
Em janeiro de 2022, a Prefeitura divulgou que as obras do skatepark da nova Beira-Mar, localizado em frente ao Clube Náutico Atlético Cearense, estavam 40% concluídas. A área terá mais de 2 mil metros quadrados e contou com um investimento de R$ 1,08 milhão.

Samuel Dias ressalta que será realizado um grande investimento no paisagismo da avenida, uma vez que foram criadas novas áreas que precisam da proteção vegetal para se tornarem mais agradáveis e mais fáceis de serem utilizadas pela população. “Até o final do mês de abril, os últimos equipamentos como a feirinha e o novo skatepark vão ser concluídos e, ao longo do mês de maio, a gente espera poder fazer a entrega definitiva de toda essa obra que está acontecendo na Beira-Mar”, declara.

Clarissa Gondim, moradora da região há 20 anos, conta que o período de obras foi difícil. “Eles fecharam tudo, ficava um pouco confuso. Só tinha uma mão para todos andarem, tinha muito trânsito de patinete, bicicletas, gente correndo e gente com cachorros. Mas, agora não, está muito organizado”, conta.

De acordo com ela, mesmo que a obra não esteja 100% concluída, já é possível notar as melhorias no local. “Fizeram várias reformas, pelo menos nessa parte que liga a Desembargador Moreira até a Beira-Mar, eu achei que ficou muito bom, ficou mais fácil o trânsito com duas vias, as bicicletas de um lado e as pessoas do outro. Colocaram restaurantes também e está muito bonito. Quero ver como vai ficar quando tudo estiver terminado”, afirma.

Para Félix Forneron, dono de um quiosque de pizza na Avenida Beira-Mar junto com a esposa, Andrea D’aversa, as obras foram necessárias e trouxeram benefícios para o turismo. “Agora temos banheiros, chuveiros e as barracas estão bem distribuídas. Aliás, também tem muita segurança, câmeras em todos os cantos, limpeza, tudo bem caprichado para o turista ficar feliz”, opina.

O comerciante conta que sua opinião é compartilhada por diversos colegas que trabalham na região. “A gente gosta muito. Do que era antigamente para o que virou hoje, essa Beira-Mar é uma coisa fantástica e linda”, afirma. Forneron, que é argentino e mora em Fortaleza há 10 anos, conta que apesar dos atrasos na entrega da obra, ele se sente grato pelas alterações realizadas. “O movimento ainda não é o que a gente espera, mas melhorou muito. Ainda não está tudo pronto, falta arrumar algumas coisas. Estou vendo o progresso, falta pouco, mas falta. O turista que chega na Beira-Mar fica surpreso”, pontua.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com