32 C°

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Geral

AMC pede investigação sobre semáforos da cidade

Desde o Carnaval, os semáforos de Fortaleza vêm apresentando problemas. No início, 20 estavam apagados ou intermitentes. De lá para cá, os números de semáforos defeituosos oscilam todos os dias. Na última segunda-feira, 29 semáforos apresentaram problemas. Com o conserto de 14, no dia de ontem, apenas 15 estavam defeituosos.

O conserto, antes de responsabilidade da empresa Novakoasin, provisoriamente está a cargo do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). A assessoria da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informou que “a empresa irresponsavelmente abandonou o serviço de manutenção” e, por isso, está preparando um contrato emergencial ainda nesta semana. “O contrato com a Nova Koasin já foi rescindido, e algumas peças já foram pedidas para que o Detran conserte. Algumas peças estão vindo de fora do Brasil, mas, em uma semana, esperamos que a situação seja reestabelecida.”

Por meio de nota, a AMC acredita na hipótese de que os problemas técnicos apresentados nos semáforos podem ter sido provocados por oscilações e desligamentos na rede de energia elétrica. Entretanto, a autarquia também está apurando a denúncia feita pelo diretor do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort), Eriston Ferreira, que sugeriu a possibilidade de sabotagem na rede semafórica.

Segundo Eriston, não é comum que os semáforos se apaguem em grande quantidade e em um curto intervalo de tempo. “Em um dia normal, se dá defeito em dois ou três semáforos, mas, desde o dia em que a empresa declarou que abandonou o serviço de manutenção, foi observado um número crescente de semáforos com problemas. Os agentes que foram aos locais ver o defeito observam, nitidamente, que foram ocasionados propositadamente. São problemas nas placas e de fio partido. E esses defeitos acontecem justamente nos semáforos de cruzamentos onde há mais fluxos de veículos. Isso nos faz constatar que está havendo sabotagem, mas não sabemos de parte de quem”, conclui Eriston.

Investigação

Para investigar a denúncia, a AMC informou que já encaminhou ofício à Secretaria de Segurança Pública do Estado, solicitando a cópia das imagens registradas nos cruzamentos que foram afetados, bem como o monitoramento em tempo real das principais vias com maior fluxo veicular. Se houver indícios de sabotagem, a AMC pedirá a abertura de inquérito policial para apurar as responsabilidades penais no caso.   O jornal O Estado tentou entrar em contato com a Nova Koasin, mas as ligações não foram atendidas até o fechamento dessa edição.

Controle

Para contornar a situação dos congestionamentos causados devido a pane, agentes de trânsito e orientadores do Via Livre estão operando intensamente nos principais cruzamentos, para controlar e orientar o tráfego, no sentido de minimizar os transtornos.

Em entrevista ao jornal O Estado, Eriston Ferreira acrescentou que a categoria está se sentindo prejudicada já que não vê interesse, por parte da Prefeitura de Fortaleza em agilizar os trâmites contratuais de uma nova empresa de manutenção. “Os agentes estão operando sem perspectivas de conserto. Estamos trabalhando por uma situação que a própria prefeitura deixou acontecer, que foi a de não renovar o contrato com a empresa sem ter outra em vista para prestar o serviço”.

Além disso, a categoria reclama que os agentes estão trabalhando sem água e protetor solar. “Fizemos o pedido, nos prometeram e, até agora não recebemos este benefício, que é essencial para o nosso trabalho e para a saúde. Se o descaso persistir, vamos marcar uma assembleia para discutir o caso”, reclamou o diretor do sindicato.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com