32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Geral

Demolição do Edifício São Pedro é concluída na Praia de Iracema

terça-feira, 21 de maio 2024

O prédio do antigo “Iracema Plaza Hotel”, conhecido atualmente como Edifício São Pedro, localizado na Praia de Iracema, teve as obras de demolição concluídas. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf) nesta segunda-feira, 20. “Os serviços que acontecem agora correspondem à limpeza do terreno com a retirada do material para a usina de reciclagem. Parte dele já está sendo usado nas obras da Prefeitura, como na entrada do Álvaro Weyne, onde o material está sendo usado como sub-base para as obras de urbanização que acontecem na região”, informou a pasta.
O trabalho a ser realizado na estrutura, que foi a primeira a ter mais de três andares na Praia de Iracema, foi anunciado pela Prefeitura de Fortaleza no início do último mês de março. Na época, a gestão justificou a ação afirmando que laudos técnicos indicaram ser impossível realizar qualquer recuperação no prédio e que haveria um alto risco de desabamento. “A precária situação da edificação chegou ao limite […] Enquanto isso, o imóvel vem sendo depredado e acessado por quem desconhece ou ignora a insegurança. Lamentavelmente, uma pessoa já morreu ali”, lembrou o prefeito José Sarto.
Em 2021, uma mulher perdeu a vida após cair no local. No ano seguinte, houve um princípio de incêndio e, no ano passado, ocorreu a tentativa de estupro de uma criança no prédio. Ao anunciar a demolição, as autoridades da gestão municipal também destacaram a existência de denúncias de que o espaço estaria sendo utilizado por usuários de drogas, bem como haveria riscos relacionados com o desplacamento parcial do concreto, o que já teria, inclusive, acontecido algumas vezes.
Mesmo assim, a decisão de pôr fim ao edifício gerou diversas críticas em decorrência da relevância histórica da estrutura. “Com a demolição, a ideia da Prefeitura era eliminar uma situação de risco que existia aqui na Praia de Iracema. Também havia uma questão de segurança para a comunidade no entorno […] A Prefeitura demoliu porque os proprietários não chegavam a uma conclusão sobre o que fazer com o prédio e isso colocava em risco a população”, detalhou o titular da Seinf, Samuel Dias.
Para que o processo fosse possível, 16 pessoas em situação de rua foram evacuadas antes do início das obras. Em abril, os serviços chegaram a ser embargados pelo período de 12 dias por auditores do Ministério do Trabalho, que fiscalizam o local e entenderam que a forma com a qual as obras estavam sendo feitas colocava os trabalhadores em risco. Na ocasião, imagens de uma retroescavadeira suspensa por um guindaste no telhado do prédio viralizaram nas redes sociais. Sobre tal episódio, a Prefeitura informou que exigiu que a empresa contratada tomasse todas as medidas necessárias para garantir a integridade física dos profissionais que estavam atuando nas obras.
O terreno onde antes existia o Edifício São Pedro, que no passado foi um símbolo de luxo, não foi desapropriado e, após a conclusão da retirada do material, até o final de junho, o local deve ser devolvido aos proprietários, que deverão ressarcir a gestão do Município pelo trabalho prestado, estimado em R$ 1,7 milhão. De acordo com Samuel Dias, existe uma negociação em andamento para que o pagamento seja efetuado. “Há boa vontade por parte dos condôminos. Concluída a demolição, o prédio volta para a iniciativa privada e os donos do terreno é que vão decidir qual é o uso que vai ser feito dele”, disse, acrescentando que o espaço está em uma área em que há incentivos para a instalação de empreendimentos das áreas de hotelaria, inovação e tecnologia. “A gente espera que rapidamente esse terreno possa ser convertido pela iniciativa privada em uma fonte de emprego e renda para a população de Fortaleza”, pontuou.

Por Yasmim Rodrigues

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com