32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Geral

Dia dos namorados: histórias que o tempo e a distância não separaram

quarta-feira, 12 de junho 2024

As vidas dos casais Jessica e Eslei e Katia e Elder se cruzaram anos depois de terem se conhecido

Dalila Lima

Jessica e Eslei se conheceram em 2014 / Foto: Dalila Lima

O Dia dos Namorados é celebrado nesta quarta (12). A data é comemorada no Brasil pelos apaixonados com jantares românticos, presentes, tem quem declare seu amor nas redes sociais. Mas enganasse, quem pensa que este momento é só para os namorados, pois independentemente do tempo que durem, alguns amores marcam vidas e a data é também uma forma de celebrar os reencontros que a distância ou o tempo não puderam separar.

Existem histórias que parecem saídas de um filme romântico, onde acontecem reencontros entre paixões do passado ou da adolescência, é quando dizem que a vida imita a arte, como é o caso da assistente comercial, Jessica Costa ,33, ela conheceu seu esposo, o técnico em radiologia, Eslei Carneiro, 30, em 2014, nos arredores do Castelão, ambos tinham os mesmo amigos em comum. Desse encontro surgiu uma amizade e depois de um tempo ficaram juntos. No entanto, conforme Jessica, parecia que o destino não conspirava a favor deles e os dois acabaram se separando.

“Nos conhecemos em 2014 no Castelão, assistindo ao jogo do Ceará. Tínhamos os mesmos amigos, mas nos conhecemos no bar, do lado de fora do Castelão, nos esquentas que aconteciam no pré-jogo. Ficamos amigos e depois de um tempo resolvemos ficar juntos, não era namoro, mas ficamos juntos por alguns meses. Acabou não dando muito certo, nossos amigos nos queriam “solteiros” rsrs, e tudo conspirava contra um relacionamento sério, então terminamos (brigados). Eu (Jéssica) fui trabalhar com eventos, deixei de ir ao estádio por falta de tempo e perdemos o contato. Ficamos 7 anos sem contato, um com raiva do outro”, relembra Jéssica.

Os dois passaram 7 anos sem contato algum. Nesse intervalo de tempo, Jéssica entrou em outro relacionamento e teve um filho, entretanto se separou ainda na gravidez. Foi por meio das redes sociais, que voltaram a ter contato e após um reencontro, perceberam que o sentimento ainda existia e que ficou adormecido todo esse tempo.

“Em março de 2022 ele me seguiu, e eu segui de volta, depois de uns dias ele puxou assunto, sugeriu que nos víssemos, como amigos mesmo, e então saímos. Foi o bastante para percebermos que ainda havia sentimento. Ficamos juntos, sem planos nem expectativas, afinal foram 7 anos longe, muita coisa aconteceu com ambos”, destaca.

Depois do reencontro foi questão de tempo para que o pedido de namoro acontecesse, desde então, eles comemoram essa data, buscando torná-la sempre mais especial a cada ano. Jéssica afirma que puderam construir uma família, após esses 7 anos em que ficaram separados.

“Em 28 de maio de 2022 ele me pediu em namoro, eu esperava isso mais que tudo na vida, risos. Desde então, comemoramos essa data todos os meses. Saímos para jantar, fazemos algo diferente em casa, trocamos presentes (simples mesmo), mas sempre lembrando e comemorando a nossa data especial. No Dia dos Namorados comemoramos mais. Hoje, 2 anos depois do reencontro, moramos “quase” juntos, meu filho é louco por ele. Construímos uma família 7 anos depois do ponto de onde paramos.

CONEXÃO BRASÍLIA-MANAUS
Assim como na história de Jéssica e Eslei, a servidora pública, Katia Aragão, 55, e o servidor público aposentado, 64, Elder Aragão tiveram que esperar que o tempo fosse capaz de uni-los. Na adolescência, Katia frequentava a casa de Elder, para jogar vôlei com as irmãs do servidor público aposentado. Porém, ela nem era notada por ele, pois a diferença de idade entre os dois era de 8 anos.

“Eu costumava quando adolescente ir para casa da mãe dele. Ele tem umas irmãs que eram mais ou menos da minha faixa etária. Então eu gostava muito de ir lá para jogar vôlei, mas enfim ele era um mais velho do que 8 anos. Eu adolescente, ele nem, como se diz nem me via. Até pela questão da idade”, afirma.

O tempo passou, e em uma de suas viagens a trabalho, Kátia recebeu um empurrãozinho para que o reencontro pudesse acontecer. O cupido foi a própria mãe de Elder, que articulou para que a servidora pública ficasse hospedada na casa dele. Depois disso, os dois começaram a namorar e este ano completaram 27 anos de casados.

“Então eu fui fazer um trabalho de fiscalização lá em Manaus no Instituto Nacional de Proteção da Amazônia. E aí é a mãe dele, ela soube que eu ia para lá e articulou para eu ficar hospedada na casa dele e eu tava com uma amiga fazendo essa fiscalização. Então a partir dessa ida para casa dele é que digamos assim gerou um certo clima. Então, começamos a namorar em 1996. Fizemos 27 anos de casados agora no dia 12 de abril de 2024”, finaliza Katia.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com