32 C°

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Geral

Fortaleza: 20 mil pessoas nas ruas contra o Governo

Nesta sexta-feira, 11 de novembro,o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos Municipais de Fortaleza (Sindifort), a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e a Frente de Mobilização Nacional Povo Sem Medo promoveram o “Grande ato contra a PEC 241, PL 257 e Reforma da Previdência: Fora, Temer!”. A atividade faz parte de um dia de mobilização nacional e também tratou de reivindicações específicas dos servidores municipais de Fortaleza e de cidades do interior do estado.

Assessoria de Comunicação

Assessoria de Comunicação

Hoje também movimentos de diversas cidades do Brasil tais São paulo, Porto Alegre, Recife e Rio de Janeiro realizaram paralisações e protestos. Atualmente, centenas de universidades e escolas encontram-se ocupadas contra as medidas do governo Temer, notadamente contra a PEC 55 (antiga PEC 241), conhecida como “PEC da Morte”, que congela em 20 anos os gastos para saúde, educação, habitação, com servidores e serviço público, dentre outros absurdos. Já o PL 257, impõe restrições orçamentárias em troca da negociação das dívidas dos estados com a União.

Os protestos também se voltaram contra a reforma previdenciária, a ser encaminhada ainda este ano para o Congresso Nacional. A proposta deve igualar a idade para aposentadoria para homens e mulheres em 65 anos, voltar a cobrar previdência dos aposentados e aumentar em 14% a contribuição dos trabalhadores. No ato da Praça Clóvis Beviláqua, conhecida como Praça da Bandeira, além do funcionalismo municipal de Fortaleza, participaram estudantes, professores e servidores da UFC e IFCE, que estão mobilizados contra as reformas do governo Temer. Também estiveram presentes o Movimento dos Trabalhadores Sem teto (MTST), o Movimento de Luta nos Bairros Vilas e Favelas (MLB), sindicatos de servidores municipais do interior do estado (Independência e Alcântaras), Sindicato dos professores de Pacajus e representações de trabalhadores de Canindé, Limoeiro e Horizonte.

Houve paralisações no transporte urbano e parte do comércio do Centro de Fortaleza fechou.

O ato percorreu as principais ruas do Centro de Fortaleza e terminou na Praça do Ferreira. A organização do ato avalia em 20 mil pessoas o número de manifestantes presentes.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Mais conteúdo sobre:

Fortaleza Geral paralisação PEC 55

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com