32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Geral

Judiciário entrega 28 mandados de inscrição da sentença de adoção

segunda-feira, 03 de junho 2024

Na manhã desta quarta-feira (29/05), a Escola Superior da Magistratura do Ceará foi palco de um evento emocionante e significativo: a entrega de 28 mandados de Inscrição da Sentença de Adoção. O documento, fundamental para que os adotantes possam registrar oficialmente o adotando como filho em cartório civil, foi concedido pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), através da Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional (Cejai-CE) e da 3ª Vara da Infância e Juventude do Fórum Clóvis Beviláqua.
O evento reuniu 28 famílias, que agora podem formalizar o vínculo familiar com seus filhos adotivos. A entrega dos mandados foi marcada por momentos de alegria e emoção, refletindo a importância do ato para as novas configurações familiares e para a vida das crianças e adolescentes envolvidos.
Uma das famílias que saíram felizes da Esmec foi a do Antônio Lúcio Rogério Mendonça de Alencar e da Cristina Mendonça de Alencar. Eles adotaram a Mirela Mendonça de Alencar, uma menina de nove anos, que possui o transtorno do espectro autista (TEA). A situação nunca foi impedimento para o amor que de pronto surgiu no coração de ambos. “Desde o primeiro momento em que encontrei com ela, por causa da nossa interação, eu senti que era minha filha, foi a criança que mais me chamou atenção. Uma menina muito inteligente, independente e intensa. Ela veio para completar a nossa família”, disse.
Mirela estava no acolhimento institucional há cinco anos, mas agora está há seis meses no novo lar. A família, agora, está completa. “Os desafios são intensos, mas maravilhosos. Sentia falta de uma criança em casa, de conviver, de levar para brincar, de educar. O convívio do casal é muito bom, mas faltava algo mais. A Mirela é muito especial. Todos os dias ela nos surpreende com a sua capacidade de aprender. É a melhor aluna da sala. A nossa família ficou completa com ela”, destacou.
Outra família que também fala em completude é a do João Victor Pinho de Souza, de 12 anos. Ele foi adotado pela Danielle Pinho de Sousa, há um ano. O menino chegou para a nova família por meio da busca ativa, um trabalho gratuito, humanitário e voluntário, que visa encontrar uma família para crianças e adolescentes em situação de acolhimento institucional. “Momento muito importante para mim. A minha mãe é muito especial. Antes de eu conhecer ela, estava no abrigo e agora tenho mãe e pai. Quando ela me viu, sabia que era eu que ia ficar com ela. Hoje sou filho dela e é muito importante para mim, assim como meu pai. Os dois são as pessoas que mais amo”, disse o menino.

Três irmãos
Uma das histórias que mais emocionaram foi a da família dos três irmãos Victor Gabriel Alves Magalhães (11), Sandra Helena Alves Magalhães (10) e Hadassa Alves Magalhães (6). Eles foram adotados por Fernanda Alves e Virgínia Magalhães. Elas entraram na fila de adoção para realizar o sonho de serem mães e de construir uma família. E realizaram o desejo de forma tripla. “Conhecemos nossos filhos através da busca ativa, e quando os vimos nos apaixonamos. Ficamos apreensivas por não saber se eles também iam nos escolher, pois a adoção é uma escolha também da criança. Hoje é nossa felicidade. A nossa família está completa e feliz”, disse.
Os três irmãos estão com a nova família desde outubro do ano passado e são só felicidade. “Estou muito feliz por ter duas mães e ter saído do abrigo. Hoje tenho um quarto só meu e muito amor em casa ao lado das minhas irmãs. Tudo é muito emocionante. É a primeira vez na minha vida que tenho um quarto só meu. Sou muito feliz”, contou Victor Gabriel, de 11 anos.

Emoção e alegria
marcam a cerimonia
Os juízes e demais autoridades presentes destacaram a importância do ato não apenas para as famílias, mas também para o fortalecimento do sistema de adoção no estado. A solenidade foi conduzida pela presidente da Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional (Cejai). “É um momento muito lindo, muito emocionante. É a realização de um sonho para muitos deles. A coroação de um processo. Agora, eles poderão ser mais felizes com as suas famílias após o processo de adoção. Desejo toda felicidade para cada família”, disse a desembargadora Lígia.
A juíza Alda Holanda, titular da 3ª Vara da Infância e Juventude, destacou os dez anos de especialização da unidade com a matéria e disse ser mais um momento de emoção. “É o coroamento de um processo, da busca pelo filho, tanto dos pais quanto das crianças e adolescentes. Aqui é só alegria e emoção. O que foi de sofrimento fica para trás. É um momento de celebrar. A entrega desses mandados representa um passo significativo na garantia dos direitos das crianças e adolescentes, proporcionando-lhes um lar seguro e afetuoso”, disse.
O juiz coordenador das Varas da Infância de Fortaleza, Raimundo Deudesth, ressaltou a importância da formação da família. “É uma demonstração de amor, de desprendimento, generosidade. Sempre me emociono”, lembrou. Já o membro do Ministério Público do Ceará, Cleiton Sena de Medeiros, falou sobre a atuação dos atores do sistema de Justiça. “É um processo que tem muita espera, a finalização de uma espera, de uma ansiedade. Hoje é dia de festa e alegria. De longe conseguimos sentir a emoção desse momento”, destacou. “Uma solenidade que emociona. Uma satisfação estar aqui entregando esses termos, ver a história de cada família, desde a semente até esse momento. Nos dá energia para renovar”, disse a defensora pública do Núcleo de Atendimento da Defensoria Pública da Infância e Juventude (Nadij), Jaqueline Torres.

Impacto
A formalização dessas adoções não apenas transforma a vida das 28 crianças e adolescentes, mas também impacta positivamente a sociedade cearense, ao reforçar a importância da adoção como um ato de amor e responsabilidade. A entrega dos mandados de inscrição da sentença de adoção é mais um passo nessa direção, celebrando a união de novas famílias e o futuro promissor que se abre para todos os envolvidos. Este evento simboliza a vitória do amor, da justiça e do compromisso social com o bem-estar das futuras gerações.

Por Ismael Azevedo

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com