32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Geral

Médicos denunciam dano sem CAPS Infantil após chuvas

terça-feira, 28 de maio 2024

O Sindicato dos Médicos do Ceará está denunciando prejuízos estruturais em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) infantil, localizado no bairro Cidade dos Funcionários, em decorrência das chuvas que atingiram a capital cearense. Conforme a entidade, foi realizada uma vistoria há quase duas semanas, na qual foram constatados problemas como salas alagadas, queda de energia e falta de internet no local. Por isso, houve atendimentos que precisaram ser remarcados e a distribuição de medicamentos chegou a ser interrompida.
Um ofício foi enviado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), solicitando providências urgentes. De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos, Dr. Max Ventura, a Prefeitura informou que a obra de reforma da casa havia sido aprovada, mas, até o momento, não teria existido qualquer movimentação nesse sentido. “Nenhuma previsão de início da reforma foi relatada aos profissionais”, afirmou, acrescentando que o espaço conta com outras questões que são evidenciadas durante o período chuvoso, entre elas há paredes mofadas ou descascadas, goteiras e infiltrações, que podem representar riscos de curto-circuito e, até mesmo, de incêndio.
“Livros e materiais usados nos atendimentos foram perdidos devido aos alagamentos, que ocorrem desde a quadra chuvosa do ano passado. Atendimentos estão sendo suspensos, pois não há salas suficientes para os profissionais trabalharem”, relata o presidente da entidade. O Dr. Ventura lembra que, no segundo semestre de 2023, foi realizada uma pintura nas paredes, mas ressalta que o serviço não solucionou o problema completamente e, atualmente, o cenário é ainda mais grave.
Conforme o representante do sindicato, dificuldades dessa natureza são recorrentes e não afetam somente o CAPS infantil Maria Ileuda Verçosa. “Há relatos de problemas semelhantes em outros serviços”, destaca. O vice-presidente da entidade, Dr. Edmar Fernandes, que participou da vistoria, recomenda que o ambiente seja completamente analisado e que, posteriormente, sejam feitos os reparos e a manutenção adequada. “É importante garantir um ambiente seguro e saudável para as crianças em tratamento, assim como para toda a equipe que presta serviços no estabelecimento”, argumenta.
A SMS foi procurada pela reportagem e garantiu, em nota, que uma equipe técnica já foi enviada ao local para fazer uma avaliação. “A manutenção está prevista para acontecer com troca de piso, substituição da coberta, pintura, revisão elétrica e hidráulica”, detalhou. A pasta ressaltou ainda que, entre janeiro e março, mais de 30 mil crianças foram atendidas nos três Centros de Atenção Psicossocial Infantil das Regionais de Saúde III, V e VI. “Atualmente, 17.218 estão com prontuários ativos nos equipamentos. Os usuários são assistidos por uma equipe multiprofissional composta por médico psiquiatra, psicólogos, enfermeiros, assistente social e terapeuta ocupacional. Os três equipamentos contam com 80 profissionais de nível superior, que acolhem as demandas da população, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17 horas”, pontuou a secretaria.
A pasta reforçou que vem trabalhando no fortalecimento da Rede Municipal e que um novo Centro foi entregue no bairro Granja Portugal, bem como as sedes dos bairros Rodolfo Teófilo e Amadeu Furtado foram requalificadas.

Por Yasmim Rodrigues

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com