32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Geral

Obras inacabadas ao redor da UPA Edson Queiroz causam transtornos

segunda-feira, 01 de abril 2024

Quem vai até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Edson Queiroz, localizada na Avenida do Contorno, encontra o que parece ser o cenário de uma obra em andamento, porém, sem qualquer equipamento que indique a continuidade dos serviços. Funcionários da unidade, que preferiram não se identificar, relataram ao Jornal O Estado que as obras no entorno do prédio pararam há cerca de um mês e que, desde então, pacientes e trabalhadores vêm enfrentando diversos obstáculos. “O trabalho começou mais ou menos do meio para o final do ano passado e simplesmente parou no início deste ano. Em 2023, a gente ainda conseguia ver os equipamentos da construção, muitos tratores, carros grandes, que faziam até com que não tivéssemos onde estacionar”, relatou uma das fontes.

No local, é possível observar obstáculos como profundos buracos nos arredores e ruas sem asfalto. Testemunhas ouvidas pela reportagem relataram que até mesmo as ambulâncias que transportam os pacientes encontram algumas dificuldades para ingressar no espaço da unidade de saúde devido às condições do acesso existente atualmente. “Não tem mais nenhuma máquina aqui, a rua está na terra, há buracos nas laterais bem fundos e sem nenhuma sinalização”, detalharam. As preocupações com tais problemas de infraestrutura se tornam ainda mais graves à noite em decorrência também da baixa luminosidade.

Um outro ponto levantado foi a piora do cenário ao redor do prédio durante a quadra chuvosa do Ceará. “Nesse período de chuvas, tem carros que chegam a ficar atolados de tanta terra”, contou a fonte, acrescentando que a situação fica ainda mais preocupante à noite, quando há muitos carros de pacientes estacionados sem ordenamento e a faixa fica bloqueada. “Não tem sinalização, então eles param onde querem. Transitar ali é uma loucura”, lamenta.

Conforme os relatos, em uma mesma faixa acontece de veículos andarem nas duas mãos contrárias, o que traz riscos ainda mais evidentes diante da iluminação precária. “Não tem um poste de luz para as pessoas enxergarem no período noturno. Tem uns cones na entrada, dividindo bem a parte do asfalto e da terra e esses cones de cimento estão lá com um espaço mínimo para que os carros entrem”, pontua.
Segundo os funcionários ouvidos pela equipe de reportagem, a paralisação das obras teria sido causada por falta de pagamento à empresa responsável pelo serviço, informação esta que não foi possível de ser confirmada junto às autoridades estaduais. O Jornal O Estado procurou a Secretaria das Cidades do Governo do Ceará para comentar sobre o assunto, porém, não obteve qualquer posicionamento até o momento de produção deste texto.

As Unidades de Pronto Atendimento são ambientes especializados em prestar assistência às emergências da população. Nesses espaços são recebidos casos adultos e pediátricos de complexidade intermediária, 24 horas por dia, todos os dias da semana. Em Fortaleza, há 12 UPAS, das quais seis, incluindo a do Edson Queiroz, são geridas pela Prefeitura. Contudo, conforme as autoridades municipais, as obras que estão ocorrendo no entorno são de responsabilidade estadual.

Por Yasmim Rodrigues

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com