32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Geral

Pinacoteca recebe conversa sobre arte indigena contemporânea

quarta-feira, 17 de abril 2024

Na véspera do Dia de Luta dos Povos Indígenas, celebrado em 19 de abril, a Pinacoteca do Ceará recebe a artista Merremii Karão Jaguaribanas para a Conversa de Ateliê “Cosmopigmentação: Filosofando com a arte indígena contemporânea”. O museu, que integra a Rede de Equipamentos e Espaços Culturais da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) e é gerido em parceria com o Instituto Mirante, realiza a atividade na quinta-feira (18), às 15h. O acesso é gratuito.
A ação formativa conta com 20 vagas e o público interessado pode se inscrever de 15 a 17 de abril, por meio do formulário disponível aqui. As pessoas selecionadas receberão a confirmação por e-mail.
A partir do que Merremii define como conversa crítica-construtiva, que se utiliza de métodos participativos e de interação, o objetivo é dialogar sobre a arte em um contexto geral, abordando os fazeres artísticos com materiais extraídos da natureza, como na pintura com tintas naturais. A atividade se relaciona com o Dia de Luta dos Povos Indígenas, celebrado nacionalmente em 19 de abril, data importante na reivindicação de direitos e preservação das diferentes etnias existentes no Brasil.
Chamando atenção para o tema da crise climática, a artista que integrou a exposição “Se Arar”, que ficou em cartaz na Pinacoteca do Ceará até o final de março, propõe discutir como é possível contribuir para a elaboração de outros horizontes, pensados para o combate à ebulição global, especialmente em relação aos ensinamentos dos povos indígenas sobre a relação com o planeta. O grupo é um dos mais afetados pelo avanço do desmatamento e dos efeitos do aquecimento global.
A Pinacoteca do Ceará integra a Rede de Equipamentos e Espaços Culturais da Secretaria da Cultura do Ceará (SECULT CE) e é gerida em parceria com o Instituto Mirante. Tem a missão de salvaguardar, preservar, pesquisar e difundir a coleção de arte do Governo do Estado, sendo espaço de ações formativas com artistas, comunidade escolar, famílias, movimentos sociais, organizações não-governamentais e demais profissionais do campo das artes e da cultura.

Artista
Merremii Karão Jaguaribaras é indígena Karão Jaguaribaras, CE. Artista visual, curadora, ambientalista, agricultora, artesã, autora do livro Wúpy Taowá: Vestindo-se de Linguagens; pesquisadora da arte indígena. Mestranda em Humanidades; graduada em Sociologia na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro Brasileira – Unilab-CE; graduada em Serviço Social pela Anhanguera- UNIDERP- Centro de Educação à Distância-CEAD. Na arte, preserva e promove os saberes ancestrais em diversas linguagens por meio de oficinas; palestras e afins. Participou de várias exposições coletivas como: Exposição Se arar: Bonito pra chover – Pinacoteca do Ceará- 2022. Exposição Nhe ́ẽ Se- Caixa cultural de Brasília 2023. Exposição Hãwhãw – Arte Indígena antirracista no MIS (Museu da imagem e do som) – Ceará 2023; exposição Reflorestamento no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC).

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com