32 C°

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Geral

Termina greve dos garis da Emlurb

Garis da Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização de Fortaleza (Emlurb), decidiram em assembleia geral na manhã desta quarta-feira, 28, suspender a greve da categoria iniciada dia 23 de abril. A assembleia aconteceu em frente à sede da Emlurb.

A suspensão da greve ocorreu após decisão da juíza do Trabalho, Daniela Pinheiro Gomes Pessoa, que determinou dia 26/05/2014 a suspensão do corte de salário dos empregados públicos Emlurb. Com essa decisão, a PMF está obrigada também a devolver os valores descontados dos salários dos trabalhadores, já aplicados nos contracheques da folha do mês de maio/2013. A decisão determina ainda a aplicação de multa de R$ 5 mil por dia, para o caso de descumprimento da ordem judicial.

Os garis retornam ao trabalho a partir de amanhã, 29, mantendo o estado de greve e condicionando este retorno ao cumprimento do que a Prefeitura/Emlurb negociou ao longo da greve, inclusive com o cumprimento da decisão judicial.

Uma nova assembleia geral para avaliar o cumprimento dos pontos iniciais do acordo está marcada para o dia 11 de junho, às 8h na sede da Emlurb.

Pontos acordados:

Resolver problema de transporte adequado dos trabalhadores e não como é feito atualmente em caminhões e caçambas junto com o lixo – 60 dias contados a partir do dia 02/05, ou seja, 1º de julho. Fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) – 60 dias contados a partir do dia 02/05, ou seja, 1º de julho. Regularização da distribuição de leite – 45 dias contados a partir do dia 02/05, ou seja, 16 de junho. Desconto de 6% do vale-transporte sobre o vencimento base, ao invés de 6% sobre a remuneração – passa a ser aplicado no mês de maio/14, (já efetivado). A Prefeitura deverá repor até o dia 30 de junho os valores descontados a mais referente ao período novembro/13 a abril/14 . Resposta sobre análise/estudo para manutenção da Licença especial/Quinquênio, direitos consolidados que a Prefeitura ameaçou retirar – 60 dias contados a partir do dia 21/05, ou seja, 21 de julho de 2014. Nenhuma penalidade ou represália contra grevistas tais como transferências, assédio moral etc. Prazo até o dia 10/06/14 para que a Prefeitura/Emlurb restitua os 6 dias descontados no contracheque de maio, referentes ao período da paralisação em abril e que seja cumprida a decisão da Justiça do Trabalho.

DA REDAÇÃO DO ESTADO ONLINE
online@oestadoce.com.br
Fonte: Sindifort
(AG)

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com