32 C°

sábado, 8 de maio de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Alemanha: crimes da extrema-direita batem recorde

quarta-feira, 05 de maio 2021

A Alemanha registrou em 2020 um recorde nos crimes cometidos por apoiadores da extrema direita, alcançando o nível mais alto desde 2001, quando as autoridades começaram a coletar e classificar dados sobre crimes com motivação política. De acordo com os números divulgados nesta terça-feira (4) pelo ministro do Interior alemão, Horst Seehofer, os 23.064 crimes da extrema direita no ano passado representam um crescimento de 5,7% em relação ao que foi registrado em 2019.


Além disso, a extrema direita foi responsável por 52,8% do total de crimes de natureza política ou ideológica, que vão desde incitação ao ódio racial até saudações nazistas. “Isso mostra o que venho dizendo desde o início da minha gestão, que o extremismo de direita é a maior ameaça à segurança em nosso país, já que a maioria dos crimes racistas são cometidos por pessoas desse espectro”, disse Seehofer.


Segundo o ministro, apesar de os crimes com motivação política representarem apenas cerca de 1% do total de crimes cometidos na Alemanha, os números divulgados nesta terça são “muito preocupantes” porque representam a consolidação de “uma tendência clara para a brutalidade” no país. Dentro dessa categoria, foram registrados ainda 3.365 crimes violentos, incluindo 11 assassinatos e 13 tentativas de homicídio. O número representa um aumento de 18,8% em relação ao ano anterior.


Entram nessas estatísticas, segundo o ministro, os nove mortos durante um ataque a tiros em fevereiro de 2020 contra dois bares frequentados por imigrantes em Hanau. O autor dos disparos, que cometeu suicídio após o crime, era atirador esportivo e havia comprado armas de forma legal. Ele mantinha um site no qual publicou uma espécie de manifesto que misturava ideias racistas e teorias da conspiração. Entre os incidentes classificados como “crimes de expressão”, que incluem discursos de ódio e propaganda neonazista, por exemplo, 65% foram perpetrados por extremistas de direita, segundo o levantamento. O país também registrou aumento de 15,7% no número de ocorrências envolvendo discurso de ódio contra os judeus.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com