32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Antes de visita, Espanha pede “respeito” a Javier Milei

quarta-feira, 19 de junho 2024

O governo da Espanha pediu, nesta terça-feira, 18, que o presidente argentino, Javier Milei, demonstre respeito durante a viagem que fará ao país europeu na próxima sexta-feira, 21. Na ocasião, o chefe do Executivo da nação sul-americana será agraciado com um prêmio. A porta-voz do primeiro-ministro Pedro Sánchez, Pilar Alegría, afirmou que “se essa viagem ocorrer”, o governo espera que Milei “mantenha sempre respeito pelas instituições desse país e pelo povo espanhol”. Recentemente, declarações polêmicas do argentino causaram uma crise diplomática entre as duas nações.
Em maio, o ministro das Relações Exteriores, União Europeia e Cooperação espanhol, José Manuel Albares, convocou o embaixador argentino na Espanha, Roberto Bosch, para exigir um pedido público de desculpas depois que Milei afirmou que a esposa de Sanchéz seria “corrupta” durante um evento organizado pelo partido de extrema-direita Vox, em Madrid. A fala do sul-americano fazia referência a uma investigação envolvendo Begoña Gómez sobre supostos crimes de corrupção e tráfico de influência.
Na mesma ocasião, Albares considerou que Milei insultou as instituições espanholas por, em sua primeira viagem ao território, não ter solicitado se encontrar com qualquer uma delas. O porta-voz do governo argentino, Manuel Adorni, argumentou que não haveria “nada pelo que pedir desculpa”. Já que o presidente não nomeou Pedro Sánchez, nem sua esposa e nem “absolutamente ninguém do governo espanhol”. “Eles tomaram o caso como se fosse deles e, efetivamente, relacionaram o que o presidente Milei dizia com o que aconteceu com a esposa de Sánchez”, justificou Adorni.
Na época, o representante argentino também lembrou do episódio no qual o ministro dos Transportes da Espanha, Oscar Puente, acusou Milei de “ingerir substâncias” durante a campanha eleitoral no ano passado. Tais fatos fizeram com que o escritório do presidente argentino condenasse as declarações de Puente e atacasse Sánchez, alegando que ele colocava “em risco as mulheres espanholas ao permitir a imigração ilegal”, bem como prejudicava a integridade do país ao fazer acordos com separatistas. O Ministério de Relações Exteriores espanhol rebateu, considerando que os termos usados na declaração “não correspondem às relações entre os dois países e povos irmãos”.
Ontem, Pilar Alegría deixou claro que o governo da Espanha desconhece a agenda a ser cumprida por Milei no país. Previamente, Adorni já havia adiantado que, até o momento, não havia qualquer previsão de um encontro entre o líder argentino e representantes espanhóis, mas deixou aberta a possibilidade de que a situação mudasse. O argentino embarca na próxima quinta-feira, 20.
De acordo com os detalhes divulgados pelo próprio presidente, o prêmio com o qual será homenageado é relativo à sua “defesa exemplar das ideias de liberdade”. A confirmação da viagem foi feita por Milei através das redes sociais no mesmo dia em que a Espanha anunciou a retirada oficial da embaixadora do país de Buenos Aires, dois dias depois do evento do Vox. A organização Instituto Juan de Mariana, responsável pela premiação, se descreve como “uma instituição independente dedicada a ações de divulgação e pesquisa, centrada na promoção de uma sociedade aberta e de uma economia de mercado”.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com