32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Após balões de lixo, acordo militar entre Coreias pode ser suspenso

terça-feira, 04 de junho 2024

O Conselho de Segurança Nacional da Coreia do Sul anunciou, nesta segunda-feira, 03, que o acordo militar firmado com os rivais da Coreia do Norte em 2018 poderá ser suspenso devido ao caso envolvendo os balões de lixo nos últimos dias. No ano passado, Seul já havia suspendido parcialmente tal acordo, porém, na atual conjuntura e considerando também o lançamento de um satélite espião por Pyongyang, as autoridades sul-coreanas pediram a suspensão completa até que “a confiança mútua entre as duas Coreias seja restaurada”.
Na última semana, a Coreia do Norte enviou quase mil balões repletos de lixo e outros resíduos, incluindo desde bitucas de cigarro a fezes de animais, contra o território vizinho através da fronteira. De acordo com as autoridades do país, os “presentes sinceros” foram uma espécie de retaliação aos balões que estariam sendo enviados pelo Sul com propagandas contrárias à liderança de Kim Jong-un, que governa o Norte.
Os norte-coreanos afirmam que Seul envia regularmente insufláveis com alimentos, medicamentos, dinheiro e pen-drives carregados com vídeos de música K-pop e dramas. Para a Coreia do Sul, a atitude norte-coreana foi “irracional” e de “baixo nível”. “Estes atos da Coreia do Norte violam claramente o direito internacional e ameaçam seriamente a segurança do nosso povo”, pontuaram os militares do Sul.
O governo do território aliado dos Estados Unidos já desencorajou ativistas a continuarem com tais práticas, argumentando que esse tipo de atitude não contribui com a paz entre as nações. Em 2021, uma lei proibindo o lançamento de balões chegou a ser aprovada, porém, foi derrubada pela Suprema Corte por uma questão de defesa da “liberdade de expressão”.
Em 2018, o acordo foi firmado entre os dois países, que tecnicamente continuam em guerra, com o objetivo de reduzir as tensões entre os territórios vizinhos e evitar uma escalada militar. A suspensão pretendida pelos sul-coreanos deverá ainda ser aprovada em uma reunião de gabinete que ocorrerá nesta terça-feira, 04. É importante destacar que o envio dos balões com os resíduos não viola as sanções impostas pela Nações Unidas ao regime de Kim Jong-un.
No último domingo, 02, a Coreia do Norte se comprometeu a parar com o lançamento dos balões. “Suspenderemos temporariamente a ação de espalhar resíduos de papel além da fronteira. Isso ocorre porque nossa ação é uma contramedida exaustiva”, justificou a agência estatal KCNA.
Para o analista sênior do Instituto Coreano para a Unificação Nacional, Hong Min, a decisão da Coreia do Sul deixa claro que o país não “tolerará lixo cruzando a fronteira, dadas as normas internacionais e as condições da trégua”, mas “pode provocar ainda mais Pyongyang, porque é impossível bloquear fisicamente balões que estão à deriva para o sul”.
De acordo com as informações divulgadas, os balões não estavam carregados com materiais perigosos e pousaram em províncias do norte da Coreia do Sul, incluindo a capital Seul e a região adjacente de Gyeonggi, que juntas abrigam quase a metade de toda a população do território. A agência estatal sul-coreana, Yohap, havia divulgado sobre uma suposta “ação olho no olho” contra “coisas sujas” enviadas da Coreia do Sul e, diante da ameaça, recomendou que a população não se aproximasse dos balões. Em vez disso, a orientação era de que a polícia fosse chamada.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com