32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Chuva recorde nos Emirados deixa um morto e prejuízos estruturais

quinta-feira, 18 de abril 2024

Após a chuva recorde que atingiu os Emirados Árabes Unidos (EAU), as autoridades locais precisaram remover escombros do território nesta quarta-feira, 17. A precipitação intensa, que em Al Ain chegou a alcançar 254 milímetros, deixou pelo menos uma pessoa morta no país. O índice citado foi o maior a ser contabilizado desde 1949, quando os registros começaram a ser feitos. Conforme relatos da mídia internacional, em Dubai, onde houve 142 milímetros em menos de 48 horas, choveu o equivalente a um ano e as ruas se transformaram em rios, com as águas invadindo casas e empresas. A agência de notícias estatal WAM descreveu que a capital viveu um “evento climático histórico”.
Nas redes sociais, vídeos mostraram a pista do Aeroporto Internacional da cidade, o segundo mais movimentado do mundo, submersas e aeronaves de grande porte tentando navegar em meio à enchente. Ontem, a interrupção das atividades portuárias continuava em vigor e diversas companhias aéreas relataram atrasos nos voos. Há ainda confirmações sobre desvios e prejuízos para as tripulações.
A companhia aérea Emirates, por exemplo, suspendeu o check-in dos passageiros que partiam do aeroporto de Dubai até a meia-noite de quinta-feira, 18. A Flydubai cancelou todos os voos até às 10h do horário local. “Estamos trabalhando duro para recuperar as operações o mais rápido possível em condições muito desafiadoras”, informou o aeroporto através da plataforma X. Também foi recomendado pelas autoridades que as pessoas não fossem até o local a menos que fosse “absolutamente necessário”.
Há relatos de motoristas que precisaram abandonar seus carros em decorrência das enchentes. É válido ressaltar que os Emirados Árabes Unidos possuem um clima quente e seco, marcado por poucas chuvas. Por isso, em muitas áreas, infraestruturas como a de drenagem são limitadas.
Conforme as informações divulgadas pela mídia local, um homem de 70 anos faleceu ainda na manhã de terça-feira, quando o veículo em que estava foi atingido por enchentes no norte dos Emirados. No Omã, nação vizinha dos EAU, mais 19 mortes foram relatadas depois de três dias consecutivos de precipitações intensas. Entre elas, há crianças em idade escolar.
O mau tempo está relacionado com um sistema de tempestades que está atravessando a Península Arábica e o Golfo de Omã, afetando também outros territórios como o Bahrein, o Catar e a Arábia Saudita. Tal condição está ocasionando ainda, um clima excepcionalmente úmido em Omã e no sudeste do Irã. De acordo com a mídia internacional, cenários como este podem vir a se tornar ainda mais comuns diante das mudanças climáticas.
Na quarta-feira, o céu em Dubai estava limpo e as estradas de algumas áreas estavam tranquilas, uma vez que o governo determinou que seus funcionários e todas as escolas operassem remotamente pelo segundo dia consecutivo. A chuva torrencial deixou estradas destruídas, veículos submersos e pessoas chegaram a ficar presas em um engarrafamento de quilômetros durante horas devido à inundação de uma rodovia de 12 pistas que atravessa a cidade.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com