32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Coreia do Sul acusa Rússia de violar resoluções das Nações Unidas

sexta-feira, 21 de junho 2024

Em meio a visita do presidente russo, Vladimir Putin, à Coreia do Norte, o ministro das Relações Exteriores da Coreia do Sul, Cho Tae-yul, classificou como “deplorável” o fornecimento de assistência militar pela Rússia, que é um membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, ao país governado por Kim Jong Un. “Qualquer assistência ou cooperação direta ou indireta que melhore a capacidade militar da Coreia do Norte é uma violação clara das múltiplas resoluções do Conselho de Segurança da ONU”, afirmou o sul-coreanos a repórteres.

Norte-coreanos e russos concordaram em fornecer assistência militar caso alguma das nações venha a enfrentar uma agressão armada. “É de fato deplorável que um membro permanente deste conselho, que concordou com a adoção destas resoluções, esteja agora agindo para violar as resoluções ao assinar este acordo”, opinou Cho Tae-yul.

Diante da polêmica, a Coreia do Sul convocou uma reunião de emergência do seu próprio conselho de segurança e disse que iria passar a considerar a possibilidade de enviar armas para a Ucrânia, o que anteriormente havia sido descartado. O acordo, chamado de “Tratado de Parceria Estratégica Abrangente”, foi assinado na última quarta-feira, 19, e inclui ainda cooperação em áreas como energia nuclear, exploração espacial, segurança alimentar e energética.

Para o chanceler da Coreia do Sul, é necessário que a comunidade internacional permaneça “unida na condenação e no combate a quaisquer atividades ilícitas que possam minar a paz e a segurança internacionais”. “O governo da República da Coreia responderá a quaisquer ações que possam ameaçar a nossa segurança nacional de forma resoluta e decisiva”, garantiu o ministro.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com