32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Cruz Vermelha Internacional lança campanha para ajudar vítimas no RS

terça-feira, 14 de maio 2024

A Cruz Vermelha Internacional lançou, nesta segunda-feira, 13, um plano para arrecadar fundos para ajudar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul (RS). A organização deseja angariar 8 milhões de francos suíços, o que equivale a cerca de R$ 45,5 milhões, e empregar tal verba no auxílio e na assistência humanitária de cerca de 25 mil gaúchos que perderam suas casas durante a tragédia.
“No imediato, vamos nos concentrar em cuidar da saúde física e mental das pessoas mais vulneráveis, garantindo que elas tenham acesso à água – incluindo informações e meios para realizar a desinfecção da água doméstica – e distribuição de artigos de limpeza e higiene, cobertores, lâmpadas solares e conselhos sobre prevenção de doenças”, ressaltou o chefe da Delegação Cone Sul da ONG, Daniel Bolanos.
De acordo com ele, para que o estado brasileiro seja recuperado, será necessário o período de um ano. “A recuperação das cheias levará pelo menos um ano, e a Cruz Vermelha está pronta para coordenar com as próprias comunidades afetadas o que precisa de ser priorizado e como lidar com isso ao longo do tempo”, prometeu.
Entre os grupos a serem priorizados há, por exemplo, mães solo com crianças pequenas, idosos e aqueles que possuem deficiências. No momento, voluntários da organização estão auxiliando o Rio Grande do Sul com primeiros socorros, cuidados de saúde e apoio psicológico e em abrigos nos municípios que já foram afetados pelas inundações.

Ajuda internacional
No último domingo, 12, o presidente norte-americano, Joe Biden, também se manifestou sobre o assunto e ofereceu ajuda ao Brasil. “Nossos pensamentos e orações estão com as pessoas afetadas por esta tragédia e com os socorristas que trabalham para resgatar e fornecer cuidados médicos a famílias e indivíduos”, escreveu o democrata em comunicado.
O presidente não especificou qual tipo de ajuda será enviada pelo governo dos Estados Unidos, mas afirmou que sua administração estava em contato com parceiros no Brasil para “fornecer a assistência necessária ao povo brasileiro, em coordenação com as autoridades”. Além dos norte-americanos, já enviaram auxílio ao Rio Grande do Sul organizações como o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Agência das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), bem como países como Vaticano, Argentina e Uruguai.
Nas redes sociais, o Ministério de Relações Exteriores do Brasil detalhou estar “canalizando ofertas de Estados e organismos internacionais de auxílio humanitário às vítimas das inundações, em estreita coordenação com o Comando Operacional Conjunto da Operação Taquari II”.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com