32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Em ligação com Xi, Biden fala sobre manter a paz na Ásia

quarta-feira, 03 de abril 2024

O presidente norte-americano, Joe Biden, e o líder chinês, Xi Jinping, conversaram diretamente nesta terça-feira, 02, pela primeira vez desde o último mês de novembro. Na ligação, Biden ressaltou “a importância de manter a paz e a estabilidade no Estreito de Taiwan e a liberdade de navegação no Mar do Sul da China”, informou a Casa Branca. É importante lembrar que Lai Ching-te, eleito em janeiro deste ano como novo presidente da ilha que é reivindicada pelos chineses, tomará posse no próximo mês de maio.
Taiwan é uma ilha autogovernada que é considerada pelos chineses como parte de seu território. Os taiwaneses defendem que somente o povo pode decidir sobre o futuro. Lai Ching-te é visto por Pequim como um separatista e, desde que ele foi eleito, os chineses aumentaram a pressão sobre a região. “As eleições mostraram ao mundo o compromisso do povo de Taiwan com a democracia, o que espero que a China possa compreender”, afirmou o futuro presidente em um comício depois da vitória eleitoral.
O político é defensor da soberania de Taiwan e acredita que, como presidente, tem “uma importante responsabilidade de manter a paz e a estabilidade”. Após vencer o pleito, ele se comprometeu a prosseguir o diálogo com a nação vizinha e, ao mesmo tempo, “salvaguardar Taiwan das contínuas ameaças e intimidações da China”.

Relacionamento
De acordo com Xi, os laços entre os Estados Unidos (EUA) e o país asiático estão começando a se estabilizar. Porém, segundo a agência de notícias Xinhua, o representante chinês também teria alertado que ainda há possibilidade de que eles caiam “em conflito ou confronto”. O chinês teria advertido Biden sobre os norte-americanos não estarem “diminuindo os riscos, mas criando riscos” ao suprimir o comércio e o desenvolvimento tecnológico do seu território e aplicar sanções a novas entidades.
A administração dos EUA determinou proibições à venda de algumas tecnologias a empresas chinesas, argumentando que haveria riscos à segurança nacional. A China, por sua vez, acusa os americanos de estarem utilizando questões econômicas como arma. No telefonema, que durou uma hora e 45 minutos, o chefe da Casa Branca afirmou que seu país continuará “a tomar as medidas necessárias para evitar que tecnologias avançadas dos EUA sejam usadas para minar nossa segurança nacional, sem limitar indevidamente o comércio e o investimento”, detalhou o governo em comunicado.
No último mês de novembro, Biden e Xi se comprometeram a reabrir as comunicações militares e cooperar para conter a produção de fentanil. Antes disso, eles só haviam conversado por telefone em julho de 2022. Depois do encontro recente, o membro do partido Democrata reforçou que não mudou sua visão de que o chinês é um ditador, o que desagradou a China. Biden também comentou nesta terça-feira sobre a escalada de confrontos no Mar do Sul da China, que o país de Xi reivindica quase totalmente.
“Os dois líderes saudaram os esforços contínuos para manter canais de comunicação abertos e administrar responsavelmente o relacionamento por meio de diplomacia de alto nível e consultas em nível de trabalho nas próximas semanas e meses”, destacou a Casa Branca, acrescentando que “a concorrência intensa exige uma diplomacia intensa para gerenciar as tensões, lidar com percepções errôneas e evitar conflitos não intencionais. E esse telefonema é uma maneira de fazer isso”.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com