32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Israel anuncia pausa em ataques para viabilizar ajuda humanitária

segunda-feira, 17 de junho 2024

O exército israelense anunciou, neste domingo, 16, que irá fazer pausas diárias nos combates que estão acontecendo em torno de uma rota no sul de Gaza para possibilitar que a ajuda humanitária chegue à região. A situação no local é urgente e, há meses, agências ligadas às Nações Unidas alertam para os elevados riscos de fome no território que é palco do conflito entre Israel e o grupo radical islâmico Hamas desde outubro do ano passado.
Conforme as informações da Organização das Nações Unidas (ONU) e grupos de ajuda, há relatos de escassez de alimentos e outros bens considerados essenciais na Faixa de Gaza. As condições foram agravadas ainda mais pelas restrições de acesso terrestre e o bloqueio da passagem de Rafah, que conecta a região ao Egito.
No comunicado, as autoridades informaram sobre “uma pausa tática local da atividade militar para fins humanitários” que acontecerá, de 8h até 19h todos os dias, até um novo aviso, ao longo da estrada que vai do cruzamento de Kerem Shalom até a estrada Salah al-Din e depois para o norte. O exército do governo de Benjamin Netanyahu também divulgou um mapa com a rota humanitária indo até o Hospital Europeu de Rafah.
À mídia internacional, correspondentes confirmaram que não houve relatos sobre ataques ou bombardeios na manhã de domingo, embora os israelenses tenham destacado que não houve interrupção nas “hostilidades ao Sul da Faixa de Gaza”. A decisão faz parte dos esforços para aumentar o “volume de ajuda humanitária” que entra na região e, segundo os militares, foi definida após reuniões com a ONU e outras organizações.
O anúncio ocorre às vésperas do feriado muçulmano de Eid al-Adha. Um outro fato importante é que, recentemente, os Estados Unidos, que são um dos principais aliados israelenses na guerra, impuseram sanções a um grupo extremista de Israel por bloquear e atacar comboios de ajuda que estavam indo em direção a Gaza. Além disso, o comunicado sobre a pausa tática ocorreu um dia depois que 11 soldados israelenses foram mortos por uma explosão enquanto viajavam em um veículo blindado próximo a Rafah. De acordo com o contra-almirante Daniel Hagari, a explosão foi “aparentemente causada por um dispositivo explosivo plantado na área ou pelo disparo de um míssil antitanque”.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com