32 C°

segunda-feira, 6 de dezembro de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Kyle Rittenhouse apoia movimento Black Lives Matter

Em sua primeira entrevista desde que foi inocentado na última sexta-feira (19), Kyle Rittenhouse, que atirou em três homens e matou dois deles durante um ato antirracista nos EUA em agosto de 2020, disse ao canal de TV americano Fox News que não é racista e que apoia o movimento Black Lives Matter (vidas negras importam). O jovem branco de 18 anos falou ao apresentador conservador Tucker Carlson, em entrevista exibida na noite desta segunda-feira (22).

“Este caso não tem nada a ver com raça. Nunca teve nada a ver com raça. Teve a ver com o direito à autodefesa”, afirmou. “Eu não sou uma pessoa racista. Apoio o movimento Black Lives Matter, apoio protestos pacíficos, acredito que as coisas precisam mudar”.

Kyle Rittenhouse foi julgado por ter atirado com um fuzil AR-15 em Joseph Rosenbaum, Anthony Huber e Gaige Grosskreutz -os dois primeiros morreram devido aos ferimentos. À época, ele tinha 17 anos.
Os atos em Kenosha, em Wisconsin, começaram após Jacob Blake, um homem negro, ser baleado pelas costas por um agente branco durante uma abordagem policial dois dias antes, em uma ação filmada por testemunhas. Três meses antes, George Floyd havia sido assassinado por outro policial branco.

Rittenhouse morava em Antioch, no estado de Illinois, a cerca de 33 km de Kenosha. Ele cruzou a divisa até o estado vizinho em resposta ao chamado de grupos formados majoritariamente por pessoas brancas, que se organizaram nas redes sociais para convocar ativistas contrários à pauta dos protestos. Esses grupos alegavam proteger propriedades de saques e depredações durante as manifestações.

Imagens gravadas por testemunhas registraram o momento em que manifestantes tentam desarmar Rittenhouse após ele atirar em um deles.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com