32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Reino Unido anuncia que iniciará deportações para Ruanda em julho

terça-feira, 04 de junho 2024

Um advogado do governo britânico informou, nesta segunda-feira, 03, que a deportação de solicitantes de asilo para Ruanda começará a ser realizada no próximo dia 24 de julho. Esta é uma das principais políticas defendidas pelo atual primeiro-ministro, Rishi Sunak. Até o momento, uma série de obstáculos legais e parlamentares impediram que a ideia viesse a ser realmente implementada. A decisão depende ainda da vitória do Partido Conservador nas próximas eleições.
Anteriormente, o premiê britânico havia informado que os voos de deportação não aconteceriam antes do dia 4 de julho, quando ocorrem as votações no país, mas prometeu que, caso se mantenha no poder, a ação começará logo depois. Na contramão, o Partido Trabalhista, de oposição, que lidera as pesquisas de intenção de voto por uma ampla margem, anunciou que o plano será descartado caso vença o pleito.
Em uma documentação que foi apresentada à Alta Corte de Londres, os advogados do governo detalharam que a intenção do plano de deportação é “efetuar remoções com um voo para Ruanda em 23 de julho de 2024 (e não antes)”. Mais tarde, Edward Brown, advogado do governo, afirmou que houve uma atualização operacional que levou o primeiro voo a ser marcado para o dia seguinte.
É importante destacar que o esquema pretendido por Sunak foi elaborado pela primeira vez em 2022, por seu antecessor Boris Johnson, com o objetivo de impedir que aqueles que solicitam asilo atravessassem o Canal da Mancha em pequenas embarcações advindas da França, uma viagem que envolve uma série de riscos. No entanto, a política é polêmica e, em novembro do ano passado, a Suprema Corte do Reino Unido a declarou como algo ilegal.
Diante do cenário, o primeiro-ministro assinou um novo tratado com o país africano e também aprovou uma nova legislação para anular a proposta anterior. É válido ainda ressaltar o aumento no número de solicitantes de asilo que cruzam o Canal da Mancha neste ano. Até o presente momento, por exemplo, mais de 10 mil pessoas chegaram em solo britânico. Em 2023, os números haviam caído cerca de um terço.

Eleições
O partido que está no poder atualmente pode enfrentar dificuldades para se manter governando o Reino Unido. De acordo com pesquisas de intenção de voto divulgadas no final de maio, quando Sunak anunciou a data para as novas eleições, em média, 44% dos eleitores afirmam ter intenção de votar nos trabalhistas, que são liderados por Sir Keir Starmer. Somente 23% manifestaram vontade de escolher o partido do qual faz parte o atual primeiro-ministro.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com