32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Rússia tem dia de luto nacional pelas vítimas de ataque

segunda-feira, 25 de março 2024

A Rússia viveu ontem um dia de luto nacional após o atentado terrorista que deixou mais de 130 mortos em uma casa de shows nos arredores de Moscou, no ataque mais mortal do país em 20 anos. A busca por corpos nas instalações carbonizadas continua e persistem dúvidas sobre as identidades e os motivos dos criminosos.
O canal de televisão pública russo Rossiya-24 iniciou sua programação da manhã com o anúncio de que “o país inteiro está de luto por aqueles que perderam os seus entes queridos nesta tragédia desumana”. E transmitiu imagens de um imenso painel digital instalado em uma parede da sala de espetáculos atacada onde se vê uma vela sobre fundo preto com a legenda “Crocus City Hall. 22/03/2024. Estamos de luto…”.
Bandeiras foram hasteadas a meio mastro em todo o país e nas embaixadas russas no exterior, segundo a rede de TV estatal RT. Flores e velas foram colocadas do lado de fora do local do atentado, o Crocus City Hall, perto de Moscou, com memoriais surgindo em toda a Rússia, além de Berlim, Istambul, Sydney, Seul e Tóquio.
Pelo menos 133 pessoas morreram e 152 ficaram feridas por conta do atentado terrorista, de acordo com o último relatório divulgado neste domingo. O Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo ataque na sexta-feira, afirmando que a ação “foi realizada por quatro combatentes”, no contexto da “guerra” contra “países que lutam contra o islã”. Autoridades americanas apontam a ramificação do EI conhecida como ISIS-K, ou Estado Islâmico no Khorasan, que costuma atuar no Paquistão, Afeganistão e Irã, como autora do atentado.
O grupo jihadista divulgou em suas redes sociais um vídeo, aparentemente feito pelos agressores, em que estes aparecem entrando na casa de shows e a disparando sobre pessoas, segundo o grupo de investigação sobre terrorismo SITE.
Quatro homens invadiram o Crocus City Hall, no subúrbio de Krasnogorsk, em Moscou, na noite de sexta-feira, atiraram contra o público e incendiaram parte do salão. De acordo com o Kremlin, 11 pessoas foram presas, incluindo os quatro terroristas responsáveis diretos pelo ataque, capturados, ainda de acordo com Moscou, na região de Bryansk, na fronteira com a Ucrânia e Bielorrússia.
O Kremlin não ofereceu detalhes sobre os quatro principais suspeitos do ataque. O Ministério do Interior disse apenas que eles são cidadãos estrangeiros. A mídia estatal de notícias mostrou o que descreveu como imagens de um interrogatório de um suspeito que falou em tadjique, por meio de um intérprete.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com