32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Nacional

“Bebê de pedra”: idosa descobre feto calcificado há 56 anos

quarta-feira, 20 de março 2024

No último dia 14, uma idosa de 81 anos deu entrada no Hospital Regional de Ponta Porã com um quadro de infecção grave. A mulher foi submetida a uma tomografia 3D que constatou um feto calcificado. Segundo as suspeitas da equipe médica, a mulher estava com o “bebê de pedra” no abdômen há 56 anos, desde sua última gestação. 

Foto: Reprodução

Após a descoberta, a idosa foi submetida a uma cirurgia para retirada do feto calcificado. Porém, no dia seguinte ao procedimento a mulher faleceu. Ela estava em observação na UTI. A causa da morte teria sido por uma infecção generalizada. Conforme o secretário de saúde de Ponta Porã, a mulher era indígena e já estava tratando uma infecção urinária na cidade onde residia, Aral do Moreira, localizada cerca de 84 quilômetros de Ponta Porã. A transferência ocorreu devido a uma piora nos sintomas.

O secretário ainda destacou que, casos como esse são raríssimos. O nome da condição é litopedia ou “’bebê de pedra”, é um tipo raro de gravidez ectópica que acontece fora do útero. No caso da litopedia, o feto morre e se calcifica. Muitas vezes, essa condição passa despercebida, podendo não ser identificada por anos.

Mais conteúdo sobre:

Bebê de pedra gravidez ectópica idosa

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com