32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Nacional

Empresas que resistem a divulgar dados de igualdade salarial serão fiscalizadas

quarta-feira, 01 de maio 2024

O Ministério do Trabalho fiscalizará as empresas que resistem a divulgar informações previstas na regulamentação da Lei de Igualdade Salarial, que trata da remuneração equivalente entre homens e mulheres que exercem as mesmas funções, e travam disputa na Justiça, afirmou o ministro Luiz Marinho, nessa terça-feira (30). O titular do referido Ministério disse que deve oficializar a determinação para a área de fiscalização no discurso do Dia do Trabalho, hoje (1º de maio).
Ele ainda ressaltou que a legislação trabalhista, em vigor desde 1943, já autoriza inspeções do trabalho. “O que [as empresas] têm a esconder? Tem um ditado popular que [diz que] se você está escondendo alguma coisa, alguma coisa está errada. É isso? Se é isso, terá nosso olhar de maneira planejada. Não é o que eu gostaria, mas se é essa opção de segmentos empresariais, terão toda a atenção da nossa fiscalização em relação a essas questões.”
“Esse será o anúncio amanhã em 1º de maio. Vou determinar para área de fiscalização fazer um planejamento olhando para isso. Esses segmentos terão nossa atenção especial”, complementou.
A Justiça Federal concedeu a farmácias, indústrias e universidades o direito de não divulgar informações previstas na Lei de Igualdade Salarial. Os pedidos estão em consonância com argumentos apresentados ao STF pela Confederação Nacional da Indústria e pela Confederação Nacional de Bens, Serviços e Turismo, que questionam trechos da norma.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com