32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Nacional

Ministro tenta se explicar após revelação de suposta fraude, diz site

quinta-feira, 04 de abril 2024

O ministro da Casa Civil, Rui Costa (PT), tentou ontem (3) se explicar com Lula (PT) sobre a informação de que ele foi citado em delação que menciona pagamento de propina na compra de respiradores durante a pandemia da covid-19. As notícias sobre a citação do nome do ministro e sobre ele ter procurado o presidente da República são do UOL.
Segundo o portal, Rui Costa afirmou que o caso foi requentado para atingi-lo politicamente e que a situação, na época da pandemia, exigia que a compra fosse feita de forma emergencial, mas Lula teria ficado incomodado a ponto de cancelar agenda pública para não ser fotografado ao lado do ministro, segundo um auxiliar próximo contou ao UOL.
A assessoria de Rui Costa negou, ao portal de notícias, que o ministro tenha tratado do assunto com Lula. O Palácio do Planalto declarou que o cancelamento da agenda não tem relação com a informação sobre a delação.
Ainda de acordo com a publicação, o PT e centrão “comemoraram” a divulgação do suposto envolvimento do ministro no caso. “A bancada do partido na Câmara tenta convencer Lula a fazer uma reforma ministerial e avalia, em conversas reservadas, que essa pode ser uma oportunidade para o presidente colocar em cargos políticos pessoas que tenham interlocução na política.”
O UOL revelou que investigação da Polícia Federal encontrou indícios que ligam Rui Costa, quando governador da Bahia, a irregularidades em contrato de R$ 48 milhões para a compra dos respiradores. O ministro disse que, “após a não entrega dos respiradores, determinei que a Secretaria de Segurança Pública da Bahia abrisse uma investigação contra os autores do desvio dos recursos destinados à compra desses equipamentos. Os implicados foram presos pela Polícia Civil por ordem da Justiça baiana semanas após a denúncia”.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com