32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Nacional

No Rio Grande do Sul, chuvas já afetam mais de 780 mil pessoas

segunda-feira, 06 de maio 2024

A Defesa Civil divulgou neste domingo, 05, que o número de pessoas afetadas pelas fortes chuvas no Rio Grande do Sul (RS) aumentou para mais de 780 mil. A quantidade de mortos também cresceu. Agora, já são contabilizados 75 óbitos e outros seis seguem sob investigação. 155 pessoas ficaram feridas e outras 103 ainda estão desaparecidas em meio às enchentes de grande proporções que obrigaram 95,7 mil cidadãos a deixarem suas casas.
O número de mortos no desastre já superou a última catástrofe ambiental do estado, que ocorreu em setembro de 2023, quando um ciclone extratropical passou pela região, fazendo com que 54 pessoas perdessem a vida. De acordo com as autoridades, este é o pior desastre climático da história gaúcha. Ao todo, há 104,6 mil desalojados e 16,6 mil desabrigados. Dos 497 municípios do Rio Grande do Sul, 334 foram afetados pelas condições extremas, o que representa 67,2% das cidades do estado.
O balanço mais recente sobre infraestrutura, detalhou que mais de 420 mil pontos no estado seguem sem energia elétrica e 839 mil residências, ou seja, 27%, continuam sem ter acesso ao abastecimento de água. Neste domingo, havia ainda 113 trechos em 61 rodovias com bloqueios totais e parciais, entre estradas e pontes.
No final da manhã de ontem, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira; do Senado, Rodrigo Pacheco; e do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, foram ao Rio Grande do Sul e acompanharam as operações de resgate que estão sendo realizadas. O governador Eduardo Leite foi o responsável por receber a comitiva que incluiu 13 ministros e deve se juntar aos outros ministros, Paulo Pimenta e Waldez Góes, que já estão no estado.
Nas redes sociais, Lula escreveu que a viagem teve o objetivo de “fortalecer o trabalho de apoio ao povo gaúcho que vem sendo feito pelo governo federal, estadual e pelas prefeituras”. Lula, Lira, Pacheco e Leite sobrevoaram o centro de Porto Alegre. “Todos os poderes e níveis de governo trabalhando unidos neste momento de emergência. Seguiremos trabalhando juntos pela recuperação das regiões afetadas pelas fortes chuvas”, prometeu o chefe do Executivo nacional em um vídeo no qual observa a destruição das enchentes na capital gaúcha.
De acordo com as informações do Ministério da Defesa, na manhã de ontem militares resgataram pessoas isoladas em 11 municípios, entre eles Lajeado, Encantado, Taquari, Estrela, Nova Santa Rita, Montenegro, Sinimbu, Canoas, Bento Gonçalves, Campo Bom e São Sebastião do Caí. Além disso, foram realizadas operações de apoio à reestruturação de imóveis, realocação de pessoas, desobstrução de pistas e outras. Nos últimos dias, foram realizados quase 10 mil resgates, entre aéreos, fluviais e terrestres.

Doações
Atualmente, conforme a Defesa Civil do RS, os itens mais necessários para doações são colchões novos ou em bom estado, roupa de cama, roupa de banho, cobertores, água potável, ração animal e cestas básicas. Calçados e roupas, medicamentos, móveis e utensílios domésticos não estão sendo recebidos, uma vez que já há grande volume desses materiais.
Desde quinta-feira, 03, a conta SOS Rio Grande do Sul, do banco Banrisul, foi determinada pelo governo para o recebimento de doações em dinheiro. A chave Pix é o CNPJ 92.958.800/0001-38. Os recursos serão integralmente revertidos para o apoio humanitário à população e para a reconstrução da infraestrutura das cidades.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com