32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Nacional

Prefeito de Canoas pede evacuação imediata de quem retornou para casa

segunda-feira, 13 de maio 2024

O prefeito de Canoas, no Rio Grande do Sul, Jairo Jorge (PSD), pediu na tarde dessa domingo (12/05), que os moradores que começavam a retornar para as suas casas que saiam novamente os imóveis com urgência. O pedido foi feito por meio de um vídeo publicado nas redes sociais. Na publicação, o prefeito explica que as chuvas intensas que caíram nas últimas horas podem provocar uma elevação de 5,5 metros no nível dos rios, o que pode provocar um momento ainda mais tenso em razão da chuva que está caindo sobre o vale do Rio Jacuí, vale Taquari, vale do Rio Cai, Rio dos Sinos e Rio Gravataí. “Todas essas águas começam a desembocar aqui em Canoas”, avisa Jairo Jorge. “Vamos dar aqui um alerta de evacuação imediata. Eu peço a todos os canoenses que voltaram às suas casas, para o lado oeste (bairros Rio Branco, Fátima, Mato Grande, Harmonia, Matias e São Luís), que saiam imediatamente, porque as águas retornarão. E se a pessoa ficar, ela. possivelmente terá que ser resgatada”, afirmou o prefeito.
O gestor pediu também uma atenção especial para o bairro Niterói, que deve ser evacuado imediatamente. Segundo ele, apesar das obras realizadas para proteger a área, como a instalação de duas casas de bombas e a construção de uma via de acesso no dique, a retirada dos moradores é urgente. “Diante do risco, especialmente do vento sul, que represam as águas que descem, há o risco de elevar rapidamente as águas ali no Rio Gravataí”, explica Jorge. “Por isso, eu peço também a evacuação imediata do bairro Niterói, para não termos risco, para a gente ter prevenção. É melhor prevenir do que remediar. E eu conto com a colaboração de todos os canoenses”, disse.
Frente fria
Outro desafio para o estado do Rio Grande do Sul (RS) é a questão climática. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta laranja, que representa “perigo”, para queda acentuada da temperatura na Região Sul e no sul do Mato Grosso do Sul. O fenômeno deve ser percebido entre hoje (13) e quarta-feira (15) e pode levar os termômetros a registrarem temperaturas cinco graus Celsius (°C) menores.
Segundo o Inmet, as chuvas que caíram nesse domingo foram mais concentradas em grande parte do Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Ao final da noite, a concentração estará na metade norte do estado gaúcho, incluindo a capital Porto Alegre. “E na parte mais ao sul do estado, já começam a cair as temperaturas a partir de hoje”, disse à Agência Brasil o meteorologista do Inmet, Heráclio Alves. Ele explicou que essa queda nas temperaturas decorre da frente fria que vai se formar amanhã (13). Na medida em que ela avança pelo oceano, a leste da região Sudeste, ela vai trazendo chuva também para o leste de São Paulo. Ele destacou que logo depois da passagem da frente fria, vem o ar mais frio e seco. “Ele reduz a chuva e provoca queda nas temperaturas. Na quarta-feira (15), toda a região Sul, além do sul de São Paulo e do Mato Grosso do Sul terão declínio da temperatura bastante acentuado”.
Nos três estados do Sul, a temperatura deve ficar mais baixa. No Rio Grande do Sul, o meteorologista apontou que a temperatura pode ficar abaixo dos 4º nos próximos dias, principalmente nas madrugadas e manhãs. “Então, a chuva já diminui a partir de amanhã, principalmente no Rio Grande do Sul, mas vai ter a frente fria que vai se formar durante a madrugada. Ainda chove no norte do estado mas, no decorrer do dia, a chuva avança para Santa Catarina e Paraná e e vai dando espaço a essa massa mais fria, e com pouca chuva, mas com temperatura muito baixa. Tem o frio”, alertou Heráclio Alves.
Além disso, na tarde desse domingo, em grande parte do Rio Grande do Sul, a temperatura máxima já estava abaixo dos 25º, enquanto no extremo sul do estado, na fronteira com o Uruguai, estava em torno de 12º a 15º. A partir de hoje, na madrugada e no decorrer do dia, a chuva fica mais concentrada no norte gaúcho e começa a avançar por Santa Catarina e Paraná, entre a segunda e terça-feira. As temperaturas vão cair também nas demais áreas do Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, Paraná e também no sul e oeste do Mato Grosso do Sul.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com