32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Nacional

Projeto do SUS aperfeiçoa atendimento de pacientes com problemas no coração

segunda-feira, 29 de abril 2024

O projeto Boas Práticas Cardiovasculares, que reúne instituições privadas e o Ministério da Saúde, tem melhorado o atendimento de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Participam o Hospital do Coração (HCor), a Beneficência Portuguesa (BP) e o Ministério, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS).
A iniciativa, que faz parte da qualificação em serviço, começou em 2009 com o projeto de eletrocardiografia (Tele-ECG), que disponibilizou pontos para realização de eletrocardiogramas em unidades de pronto atendimento (UPAs) e serviços de atendimento móvel de urgência (Samu) em nível nacional. O Boas Práticas, ao longo dos últimos 15 anos, vem se ajustando de acordo com a demanda atual do cenário da saúde, por meio da implementação de melhorias.
Segundo a gerente de Projetos de Assistência e Saúde Digital de Responsabilidade Social do HCor, Patricia Vendramim, “a gente seleciona alguns serviços, dos quais faz uma tutela, ensina a coletar indicadores, torna o protocolo mais atualizado para que seja usada a melhor prática possível, disponível no momento. O tempo inteiro, a gente está qualificando em serviço e, assim, coletando os indicadores”.
O projeto tem 735 unidades pelo HCor, mais 150 pela BP, totalizando 885 unidades do SUS. O projeto disponibiliza aparelho de eletrocardiografia em cada serviço, capilarizado no país inteiro. O paciente chega com dor torácica ou com algum sinal de problema cardiovascular, faz o eletrocardiograma, e o médico, no serviço do HCor ou da BP, em São Paulo, faz o laudo e o devolve em cerca de três minutos, em média. (Com Agência Brasil)

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com