32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Opinião

Elon Musk X Alexandre de Moraes

terça-feira, 30 de abril 2024

Queridos leitoras e leitores, me impressiona a falta de percepção do nosso povo em algumas situações, quando colocam suas preferências ideológicas acima dos interesses nacionais.
As mentes dominadas pelo bolsonarismo fascista, deixam as pessoas absolutamente sem noção e sem senso crítico, para saber equacionar as informações e fazer sua tomada de decisão. Tudo já chega pronto com uma narrativa que é apenas aceita e no automático é divulgada.
Há alguns dias venho acompanhando as investidas contra o Brasil e suas instituições, feitas pelo bilionário bocão Elon Musk. Em consonância com os representantes no Brasil da extrema direita, partiu para o ataque contra o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes, isso porque decisões tomadas por este magistrado atingem diretamente a rede social X (antigo Twitter), da qual Musk é dono.
No centro das discussões estão colocadas as decisões de Moraes pedindo para suspender perfis no antigo Twitter que divulgam Fake News. Musk dissemina uma narrativa muito usada pela extrema direita, acusando o magistrado do STF Alexandre de Moraes de cercear a “liberdade de expressão”. Quando na realidade o que acontece é que os donos dessas redes amealham milhões de dólares, com divulgação de mentiras que colocam em risco a democracia por onde passam.
Essa posição não é a mesma em todos os países onde estão suas redes sociais, pois em cada país onde ele está, se bate com desafios regulatórios, deixando seu ativismo de extrema direita num segundo plano, para que seus negócios não sejam atrapalhados.
Um exemplo deste comportamento vil é o caso do X na Índia, onde mesmo tendo se colocando contra as ações regulatórias do país, onde seu primeiro ministro Narendra Modi, do partido de extrema direita Bharatiya Janata Party, se mantém no poder há mais de uma década, ele prontamente se propôs a acatar todas as decisões judiciais daquele país.
Na Índia nos planos de Musk, está um investimento na ordem de U$ 3 bilhões na instalação de fábricas da Tesla, abrindo frente avançando no sentido de atrapalhar o crescimento ali da marca chinesa, BYD.
No continente sul-americano ele já avançou com atitude semelhante a que faz agora no Brasil, quando interferiu na eleição da Bolívia em 2020. Naquela investida foi contestado no TWITTER por suas ações de apoio ao golpe dado contra o Governo de Evo Morales, por ter interesse em dominar a extração do lítio boliviano. Neste momento, Musk postou: “Vamos dar golpe em quem quisermos! Lide com isso”, mensagem que logo foi apagada.
Aqui no nosso país, onde ele encontrou apoio da extrema direita, ele usou uma estratégia diferente colocando o X para desestabilizar o país e impulsionar seus próprios negócios. Na minha opinião, quem apoia uma atitude desta apenas por questões ideológicas, está cometendo um crime contra seu país e se expõe aos braços da lei.
Após postar em sua rede social o ataque à Moraes, houve um crescimento grande de críticas e menções negativas contra STF, sempre por parte da extrema direita.
Tudo foi muito bem planejado a partir do dia 04/04, quando os advogados do empresário fizeram postagens reclamando das ordens de Alexandre de Moraes, por ele ter pedido o bloqueio de contas envolvidas em manifestações que apoiavam o golpe. Em seguida Musk faz publicação provocativa em busca de apoio dos bolsonaristas contra a tal “censura” imposta pelo juiz. O show foi armado com a participação de Jair Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro que fizeram live, e os banidos Níkolas Ferreira, Paulo Figueredo e Alan dos Santos, seguiram os passos dos bolsonaros.
Na verdade, Musk tem como objetivo atingir Lula, por entender que o governo atual atrapalha seus negócios, por regrar publicações nas redes sociais dele, chuva de mentiras com objetivos escusos. Ao lado de Lula, ele considera que Moraes está incomodando.
Musk, no governo de Bolsonaro, iria instalar uma fábrica da Tesla carros elétricos, com muitas regalias, só que com Lula o bicho pegou. Pegou porque teve que concorrer com outras montadoras que de fato tem interesse de investir em carros elétricos no Brasil.
A Fundação Lemann, conjunto de milionários liderada por Jorge Lemann, tentou interferir no Ministério da Educação colocando no edital da informatização das escolas uma exigência que só poderia ser atendida pela Starlink do amiguinho Musk. O governo Lula reviu o edital e cortou a mutreta.
Então, para voltar a ter vantagens desonestas, Musk precisa garantir o retorno do bolsonarismo à presidência. Por isso ele está tratando de tensionar a sociedade brasileira permitindo contas falsas, bots e perfis fakes disseminando Fake News no X. Mas, o Alexandre de Morais quer atrapalhar essa “liberdade de expressão”. Simples assim.

EDMAR XIMENES
GEÓLOGO

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com