32 C°

terça-feira, 30 de novembro de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Opinião

Saúde Mental e Sofrimento Laboral na Pandemia de Covid-19

Ésabido que a temática de Saúde Mental e Sofrimento Laboral tem causado bastante preocupação entre as pessoas diante das adversidades da contemporaneidade. Diariamente, dedicar a maior parte do dia no trabalho, lidando com pessoas, de diferentes características e personalidades e aliar às tarefas e os desafios que surgem constantemente e ainda assim, conciliar com a vida pessoal e lazer.

Desde dezembro de 2019 o vírus da Covid-19 vem se espalhando pelo mundo. No Brasil, em dezesseis meses de pandemia, segundo o Ministério da Saúde (2021), já somam mais de 480 mil óbitos. Para tentar conter a disseminação deste vírus, foram necessárias medidas como isolamento e distanciamento social, uso de máscaras, álcool em gel, dentre outras.

Muitas empresas precisaram adotar o regime de trabalho home office. Outras, por tratarem de serviço essencial, continuaram a funcionar presencialmente, porém, com as medidas preventivas que eram atualizadas pelos governos estaduais através de decretos. Várias áreas precisaram se reinventar para continuarem funcionando.

Diante da situação, muitas pessoas passaram a trabalhar em suas residências. Trabalhar em casa, acompanhar aula remota dos filhos, realizar afazeres domésticos já fazia parte de uma nova realidade, que se tornara muito cansativa, pois tais pessoas acumulavam funções e não conseguiam administrar seu tempo. Situações como estas mostram a dificuldade de dissociar vida pessoal e profissional.
Um estudo da UERJ (2020) realizado em março e abril de 2020 (início da pandemia) apontou que houve aumento de 50% nos casos de depressão e ansiedade aguda.

Além dos que trabalharam na modalidade home office, também há os que não puderam se ausentar de suas atividades laborais presenciais, como os colaboradores da área de saúde e hospitalar, profissionais de delivery, supermercados, motoristas, dentre outras modalidades de serviços essenciais. A exposição destes trabalhadores gerou vários riscos, desde contrair o vírus e até mesmo o de não resistir a ele.

Os especialistas afirmam que após a vacinação em massa, os brasileiros poderão voltar a viver o novo normal. No Brasil, desde janeiro de 2021 vem ocorrendo a vacinação e, com isso, aumenta o sentimento de esperança.
Saúde mental e sofrimento laboral é uma temática que merece atenção especial dos gestores e das organizações independente da situação a qual o país se encontra. Cuidar da saúde mental é uma das principais formas de prevenir o sofrimento laboral.

THAÍS VIEIRA NOGUEIRA FEITOSA
MESTRE EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS E PROFESSORA DA UNIFAMETRO

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com