32 C°

segunda-feira, 16 de maio de 2022.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Opinião

Setor em alta

sexta-feira, 21 de janeiro 2022

A produção de motocicletas deve atingir 1,29 milhão de unidades neste ano, volume 7,9% maior do que a produção de 2021 no Polo Industrial de Manaus (1.195.149 unidades). As vendas devem chegar a 1,23 milhão de motocicletas, com alta de 6,4% em relação a 2021, quando o total negociado ficou em 1.156.074 unidades.

As exportações deverão totalizar 54 mil unidades, alta de 1% sobre o volume do ano passado, quando foram vendidas para o exterior 53.476 motocicletas, conforme projeções apresentadas ontem pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). De fato, as projeções de crescimento confirmam o cenário de recuperação gradativa da indústria de motocicletas, que vem retomando os volumes anteriores à pandemia. Espera-se um cenário mais estável neste ano para que o setor atinja novamente os patamares de 2015, quando a produção ficou em 1,2 milhão de unidades.

Entre os fatores determinantes para a continuidade do crescimento estão o avanço dos serviços de entrega de produtos e o maior uso da motocicleta nos deslocamentos urbanos, em razão do aumento dos preços dos combustíveis e da disponibilidade de crédito. No entanto, existem variáveis que podem influenciar esse desempenho, como o aumento dos casos da variante Ômicron e da gripe H3N2, que podem afastar os trabalhadores de seus postos e assim impactar a produção. O fato é que esse setor é muito importante para a economia nacional e deve, por isso, ser olhado com atenção até como um termômetro da situação do Brasil, que permanece complicada.

EDITORIAL

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com