32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Política

Audiência na Câmara tem briga entre Pimenta e bolsonaristas

quarta-feira, 12 de junho 2024

O ministro da Secretaria Extraordinária de Reconstrução do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, participou da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara nesta terça-feira (11) e entrou em discussões com parlamentares bolsonaristas sobre a ação do governo Lula (PT) na crise que atingiu a população gaúcha. Pimenta afirmou que o deputado Marcos Pollon (PL-MS) é “covarde”, mencionou a prática de “rachadinha” ao debater com o deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) e disse que já foi vítima de notícias fraudulentas disseminadas pelas deputadas Bia Kicis (PL-DF) e Carla Zambelli (PL-SP).
O ministro foi convocado para esclarecer por que solicitou à Polícia Federal a abertura de inquérito para investigar a distribuição de fake news sobre a atuação do governo federal na crise no RS. O ministro citou as medidas do governo federal para reconstruir o estado e foi cobrado pela oposição. Deputados ligados ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) citaram as menções a Pimenta na colaboração premiada da Odebrecht. O ministro afirmou que não tem nenhuma condenação e que tem uma vida limpa.
Logo no início, o responsável pelo convite, o deputado Paulo Bilynskyj (PL-PR), fez ataques ao ministro e questionou o fato de ele ter se deslocado de helicóptero no Rio Grande do Sul em uma das idas ao estado. O deputado entregou um boleto de R$ 160 mil para o ministro pagar, que seria o custo da viagem.
Pimenta disse que usou a aeronave de acordo com os parâmetros legais. O parlamentar rebateu e disse que o ministro tem “uma moral de esgoto”. “Ele [Pimenta] insinuou de alguma forma que o meu relacionamento com a minha esposa é violento. Isso, ministro, é para o senhor aprender o que é fake news, o que é falso e mentiroso”, afirmou Bilynskyj. Em 2020, Bilynskyj foi internado em um hospital no estado de São Paulo após ser baleado pela modelo Priscila Delgado de Bairros, que era sua namorada. Segundo a Polícia Civil, Priscila tentou matar Bilynskyj por ciúmes e depois cometeu suicídio.
O ministro foi cobrado por ter afirmado que pessoas que disseminam fake news em meio à crise no RS devem ser tratadas como traidores. À época, ele afirmou que as mentiras “contra nós” deveriam ser combatidas. “Quando eu disse ‘contra nós’ não era contra o governo, era contra o povo gaúcho. Quem faz isso na hora mais aguda da crise tem que ser tratado como quinta-coluna sim”, disse Pimenta, em referência a grupos clandestinos em tempos de guerra. O ministro listou conteúdos da internet que foram retirados do ar por decisão judicial. “O que leva o indivíduo no momento de salvar vidas se dedicar a produzir mentira, desinformação e fake news?”
O deputado Eduardo Bolsonaro, por sua vez, criticou o pedido de Pimenta para a PF investigar fake news ligadas à atuação do governo federal na crise gaúcha. Pimenta mandou no início da crise um ofício ao ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, pedindo que fossem tomadas “providências cabíveis” em relação à apuração de ilícitos ou eventuais crimes relacionados com a disseminação de desinformação. A representação do ministro apresentava postagens feitas na internet com casos de informações que buscavam, segundo ele, tirar a credibilidade das entidades envolvidas nas ações de enfrentamento às inundações no Rio Grande do Sul.
Eduardo Bolsonaro foi mencionado por ter reproduzido em rede social uma reportagem da Folha de S.Paulo sobre a União ter enviado a Força Nacional ao RS quatro dias após o início da crise. O ofício lista conteúdos que afirmam que o governo federal não estaria ajudando a população e diz que a “propagação de falsidades pode diminuir a confiança da população nas capacidades de resposta do Estado”.
“Eduardo Bolsonaro criticou a ajuda do Governo Federal ao Rio Grande do Sul, ao mencionar que o governo levou quatro (4) dias para enviar reforços à região”, diz o ofício. O filho do ex-presidente questionou Pimenta sobre a menção à Folha de S.Paulo, mas o ministro não comentou esse caso.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com