32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Política

Deputados pedem investigação de Mourão por defender golpe de 64

quinta-feira, 04 de abril 2024

Deputados do Psol pediram à Procuradoria-Geral da República (PGR), na terça-feira (2), que o senador Hamilton Mourão (Republicanos/RS) seja investigado por defender o golpe de 1964. Sâmia Bomfim (SP), Fernanda Melchionna (RS) e Glauber Braga (RJ) anexaram a nova manifestação a uma representação já enviada à PGR em fevereiro.
No caso, o ex-vice-presidente da República escreveu em rede social que as Forças Armadas não podiam se omitir diante do que chamou de “devassa persecutória”. Os deputados do Psol afirmam que Mourão “exacerbou os limites da liberdade de expressão. Inclusive, a imunidade material por palavras ou opiniões. A afirmação publicizada na rede mundial de computadores não se trata de mera conotação de legítima oposição a uma força partidária ou ideologia, pelo contrário, representa o apoio e o enaltecimento a o golpe militar ocorrido em 1964, que impôs uma ditadura no Brasil durante vinte e um anos”.
Os parlamentares ressaltam que o senador cometeu crime. “Elogiar a ditadura afirmando que ela teria ‘salvado a Nação’ é crime, conforme disciplina o art. 287, do Código Penal.” A representação pede que seja instaurada apuração sobre o post de Mourão e a ocorrência de crimes.
Os deputados citam incitação ao crime, abolição do Estado Democrático de Direito e tentar depor, por meio de violência ou grave ameaça, o governo legitimamente constituído.
Em publicação no dia 31 de março, Mourão exaltou o golpe militar. “A história não se apaga e nem se reescreve, em 31 de março de 1964 a Nação se salvou a si mesma!” A lembrança do golpe nessa data é um costume dos apoiadores do regime autoritário. Versões atestadas por historiadores afirmam que a derrubada do presidente João Goulart aconteceu apenas em 1º de abril, mesmo que o plano tenha começado antes.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com