32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Geral

Em Fortaleza, ministro de Lula sinaliza que deve haver corte em programas sociais

quinta-feira, 04 de julho 2024

“Todos os ajustes e todo o esforço para o equilíbrio fiscal leva em conta dois pontos principais. Primeiro, o Brasil tem que seguir crescendo e, segundo, protegendo os mais pobres”, diz Wellington Dias

Por Igor Magalhães

Ministro participou de evento no Abolição nesta quinta (4) / Foto: Igor Magalhães / O Estado

Um dia depois do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sinalizar que concorda com os ministros Fernando Haddad, da Fazenda, e Simone Tebet, do Planejamento, acerca dos cortes para o Orçamento da União de 2025, o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome do Brasil, Wellington Dias, sinaliza que haverá cortes de benefícios sociais, mas que eventuais ajustes do Palácio do Planalto terão como base a proteção da população vulnerável do Brasil.

“O Brasil conhece a posição firme do presidente Lula. Todos os ajustes e todo o esforço para o equilíbrio fiscal leva em conta dois pontos principais. Primeiro, o Brasil tem que seguir crescendo e, segundo, protegendo os mais pobres”, respondeu ao O Estado durante coletiva no Palácio da Abolição, nesta quinta-feira.

Nesta quarta-feira (3), pressionado pela alta do dólar e pelos impactos políticos e econômicos de suas falas, sobretudo com relação a Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, Lula afirmou a Haddad, da Fazenda, que o gestor construa um projeto considerando um pente-fino em benefícios sociais, sua principal plataforma política e eleitoral.

“Os programas sociais são protegidos dentro desse plano nacional. O que queremos é que o país siga crescendo. Quando cresce a economia, cresce o emprego e abre oportunidades aos que mais precisam.
E ai as pessoas saindo da pobreza não precisam mais dos programas sociais”, seguiu Dias, um dos nomes mais próximos ao presidente Lula dentro do corpo ministerial.

O ministro do Desenvolvimento Social participou ao lado do governador Elmano de Freitas (PT), da vice-governadora Jade Romero (MDB) e do presidente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Paulo Câmara, entre outras autoridades, de evento do Programa Acredita no Primeiro Passo.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com