32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Política

Falas de Elânio desgastam governo e Elmano troca secretário

terça-feira, 28 de maio 2024

Calcanhar de aquiles do governo de Elmano de Freitas (PT), a segurança pública tem um novo nome no comando: Roberto Sá. A saída de Samuel Elânio da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) divulgada nesta segunda-feira (27) pelo gestor acontece depois da crise que se instaurou no governo petista, envolvendo dois de seus principais adversários políticos: o prefeito José Sarto (PDT) e o ex-secretário de Saúde de Maracanaú, Capitão Wagner (União Brasil). Em janeiro último, em coletiva de imprensa, Elmano negou haver intenção, naquele momento, de realizar substituição no posto. À época, o gestor já estava sendo questionado pelos resultados do primeiro ano de trabalho.
Com a repercussão de suas declarações, Elânio, que ocupava a função desde o início do governo Elmano, se desculpou, mas ainda assim não conseguiu se manter politicamente no cargo. A troca de titularidade e seu peso político se somam aos índices negativos da área no Estado: o levantamento mais atual da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública do Ceará (Supesp-CE) aponta que apenas entre janeiro e abril deste ano o total de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) supera os cometidos em 2023, primeiro ano do Governo Elmano. Em 2023 foram 947, ao passo que em 2024, 1.139. O aumento se aproxima da casa dos 20%. O total, aponta boletim da Secretaria de Defesa Social (SDF-PE) está próximo do de Pernambuco (1.294), que tem uma população de cerca de meio milhão de pessoas a mais.
De 2022 para 2023, os índices de CVLIs do acumulado de 12 meses permaneceram os mesmos: 2.970, também conforme a tabela de transparência da Supespe-CE. Os resultados parciais de 2021 e 2022, considerando o mesmo intervalo [janeiro a abril], também são menores que os deste ano, 1.080 e 998, respectivamente. A segurança pública foi colocada por Elmano, logo no início de sua gestão, como prioridade. As tentativas do gestor de boa performance na área passam pelo que o petista chamou de “atenção diferenciada” para a valorização salarial e condições de trabalho das polícias estaduais, comunicadas em janeiro do ano passado. Desde então, entraram em pauta também o reforço no policiamento ostensivo, a contratação de novos policiais e um novo concurso público e troca no serviço de inteligência do Estado, entre outras medidas.
Também em 2023, em novembro, Elmano realizou a entrega do novo Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), com o objetivo de “permitir respostas mais rápidas e conjuntas na área da segurança pública por parte do Estado”, declara o texto institucional do Governo do Ceará publicado na ocasião da inauguração do equipamento. Apesar dos esforços, Elmano vê os números remarem contra sua maré. A principal, que derrocou na saída de Elânio, é política, com espaço privilegiado para críticas de Sarto e Capitão Wagner, em ano eleitoral no qual Evandro Leitão (PT) chega como o grande nome do partido do ministro Camilo Santana e de Elmano para disputar o Paço Municipal.
(Por Kelly Hekally)

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com