32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Política

Homenagem a Marielle tem crítica ao governo passado e cobrança de punição

quarta-feira, 27 de março 2024

Deputados federais cobraram, durante sessão solene em homenagem à vereadora Marielle Franco (Psol/RJ) e ao motorista Anderson Gomes, na Câmara dos Deputados, nessa terça-feira (26), punição de Chiquinho Brazão, preso no domingo (24) sob suspeita de ser um dos mandantes dos assassinatos. “É tarefa deste parlamento, de forma mais célere possível, ratificar a prisão de um deputado federal que tem nas costas a execução de uma mulher negra da favela eleita. É responsabilidade deste parlamento, de maneira célere, cassar esse deputado”, afirmou Talíria Petrone (Psol/RJ), autora do pedido da sessão.
A deputada Maria do Rosário (PT/RS) também citou a figura de Brazão, afirmando que um dos “algozes” de Marielle é um integrante da Câmara. A deputada Reginete Bispo (PT/RS) disse que o parlamentar “ascendeu para esta Casa” quando a vereadora foi assassinada. “Enfrentamos cotidianamente aqui dentro, sobretudo pela bancada da bala, a tentativa de silenciar nossas vozes.”
Erika Hilton (Psol/SP) pediu punição aos mandantes e disse que Brazão “andava livremente pelos corredores desta Casa, com a cabeça erguida pela certeza da impunidade”. A sessão solene em homenagem a Marielle e a Anderson já estava prevista para ocorrer na manhã de ontem, mas ganhou nova dimensão diante das prisões no domingo (24) dos suspeitos de mandar assassinar a vereadora.
O evento ocorre anualmente desde o assassinato dos dois, a pedido da bancada do Psol. Parlamentares do partido e do PT entraram no plenário da Casa nessa terça-feira antes de começar a sessão acompanhados de um cortejo. Foram ditas palavras de ordem como “Marielle, presente” e “Anderson, presente”.
Além de deputados de partidos da esquerda, como Psol, PT, PSB e PCdoB, participaram da homenagem o ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida; a assessora Fernanda Chaves, que estava com Marielle quando ela foi assassinada; o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT/CE); a presidente nacional do Psol, Paula Coradi; e a secretária nacional de Acesso à Justiça do Ministério da Justiça, Sheila de Carvalho, entre outros.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com