32 C°

domingo, 7 de agosto de 2022.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Política

Izolda minimiza pesquisa e ressalta diálogo com aliados

sexta-feira, 01 de julho 2022

A governadora Izolda Cela (PDT) publicou, nesta quinta-feira (30), uma nota pública em que trata do processo de definições para as eleições deste ano, em que ela própria é um dos nomes avaliados para a indicação do PDT à disputa ao Governo do Estado. Na mensagem publicada, a gestora aponta para a importância da preservação da aliança que o PDT hoje tem com os demais partidos da base e a necessidade de manter essa união, dizendo ainda que pesquisa eleitoral registra “apenas o retrato do momento”.

A declaração surge em meio à realização de uma pesquisa interna, encomendada pelo PDT, para averiguar quem tem melhores chances na disputa eleitoral entre ela e o ex-prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio. Segundo o ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes, o resultado da pesquisa deverá ser um dos principais fatores para decidir o nome do candidato, devendo-se bater o martelo até o dia 15 deste mês. Em meio a isso, Izolda tem aparecido nas pesquisas públicas já divulgadas até o momento com pontuações menores do que as de RC.

Pesa ainda, no contexto da mensagem da governadora, a adesão de nomes de outros partidos da base governista (com destaque ao PT) a seu nome. “Acredito que o sentido de estar na vida pública é o propósito de servir à população. Para isso é preciso parceria, união de forças, diálogo permanente e respeito. Simplesmente porque não se faz nada sozinha”, escreve ela. “Partidos aliados ao PDT no Estado, como PT, PSD, MDB, PP, PSB, PCdoB, PV e tantos outros parceiros, devem ser ouvidos de forma a contribuir com o processo. Para além de pesquisa, que fornece apenas o retrato do momento, a mais de três meses da eleição, penso que é preciso ter sempre em mente que o amplo diálogo e a união de forças têm sido fundamentais para o Ceará.”

Após a divulgação da mensagem, petistas saíram em defesa da declaração de Izolda, incluindo o deputado estadual Acrísio Sena, para quem “o posicionamento da governadora é um importante recado às vésperas do encontro do PT, que está disposto em ir para disputa nestas eleições”. O PT cearense se reunirá amanhã (2) para decidir estratégias para a eleição deste ano, podendo inclusive tomar decisão sobre o posicionamento do partido no contexto local de aliança com os pedetistas.

O PDT iniciou esta semana o que pode ser entendido como a etapa final do processo de definição do candidato a governador, com a reunião feita por Ciro com Izolda, RC e ainda Evandro Leitão e Mauro Filho – que oficialmente também estão sendo avaliados, ainda que a disputa tenha se polarizado entre os dois primeiros nomes.

Apoios
As lideranças petistas têm dobrado a aposta, nas últimas semanas, na campanha a favor de uma candidatura de reeleição de Izolda Cela, frente à possibilidade da indicação de Roberto Cláudio, amplamente rejeitado no partido desde sua atuação à frente da Prefeitura de Fortaleza. O ex-governador Camilo Santana, também petista, não chega a dar declaração pública de apoio à atual governadora, mas tem feito sinalizações nesse sentido, como quando fez discurso exaltado, na última semana, chamando-a de “mãe do Ceará”. Outros nomes de relevo no cenário político local também já chegaram a manifestar predileção pelo nome de Izolda para a disputa, como o deputado estadual e ex-secretário Zezinho Albuquerque (PP).

Por outro lado, diversos nomes dentro do próprio PDT também se adiantaram para apoiar publicamente Roberto Cláudio, incluindo o presidente nacional do partido, Carlos Lúpi, além do prefeito de Fortaleza, José Sarto; do presidente da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), Antônio Henrique; e diversos outros parlamentares pedetistas da casa. Em momentos anteriores, Ciro e Cid Gomes também já declararam que RC é o nome mais forte.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com