32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Política

Ministério Público denuncia Ciro por violência política de gênero contra Janaína

quarta-feira, 15 de maio 2024

O Ministério Público Eleitoral do Ceará apresentou denúncia contra o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) por violência política de gênero por declarações dele sobre a senadora em exercício Janaína Farias (PT). Na denúncia, a promotora eleitoral Sandra Viana Pinheiro, da 114ª Zona Eleitoral de Fortaleza, diz que Ciro agiu com o objetivo de “constranger e humilhar” a parlamentar, “menosprezando-a por sua condição de mulher”.
“Percebe-se, sem sombra de dúvidas, que o denunciado dolosamente almejou constranger e humilhar a Senadora da República Janaína Carla Farias, menosprezando-a por sua condição de mulher, com o indiscutível propósito de dificultar o desempenho de seu mandato junto ao Senado Federal, resultado em agressões à vítima com ofensas sexistas e misóginas”, afirma a promotora.
A ação foi protocolada no início de maio após pedidos do Ministério Público Federal e da Advocacia do Senado Federal. A medida diz respeito a declarações ofensivas de Ciro contra Janaína dadas em entrevistas recentes para a imprensa em três ocasiões.
Na primeira delas, Ciro questionou o mérito de Janaína, que é a segunda suplente de Camilo Santana, para assumir a vaga no Senado. “Qual é a obra, qual é a realização, qual é o preparo, que a Dona Janaína tem para ser Senadora da República na marra?”, perguntou. Em outro momento, Ciro disse que Janaína seria “assessora para assuntos de cama do Camilo Santana”.
Em outra entrevista, Ciro reforçou as críticas à senadora, inclusive dizendo que nas declarações anteriores teriam sido mais moderadas. “Camilo faz chegar ao Senado Federal, manipulando uma pessoa cuja qualificação é nenhuma. Qual o mérito dela? (…) Ela é simplesmente a pessoa que organizava as farras do Camilo Santana. O que eu tenho a ver com a vida particular de Santana? Nada. E a vida particular dela? Nada. Agora botar no Senado? A mulher cearense representada no Senado por uma cortesã? Isso é machismo?”, declarou.
O Estado entrou em contato com a assessoria de imprensa de Ciro Gomes em busca de um posicionamento sobre a denúncia em questão, mas não houve retorno.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com