32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Política

Lula se emociona em discurso e corteja Camilo mencionando Haddad

sexta-feira, 21 de junho 2024

Ministro cearense é visto como potencial nome para concorrer à Presidência da República. Em solenidade no Abolição, Lula chama Bolsonaro de “praga de gafanhoto”

Kelly Hekally

Lula enaltece trabalho de Camilo Santana como ministro da Educação/Foto: Dalila Lima/O Estado

Em discurso emocionado de cerca de 20 minutos e em tom forte o presidente Lula (PT) realizou acenos ao ministro Camilo Santana (PT) em cerimônia realizada nesta quinta-feira (20) no Palácio da Abolição, ao comparar o ex-governador do Ceará ao ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), que foi titular do Ministério da Educação entre 2005 e 2012.

“Até ele [Camilo Santana] chegar no governo, o Haddad era o mais importante ministro da educação deste país. Ele agora vai ter que ter a primazia de mostrar ‘o Haddad pode ser o melhor ministro da Fazenda, mas o melhor ministro da educação vou ser eu’”. Os ministros Rui Costa (Casa Civil), Nísia Trindade (Saúde) e Laércio Portela (ministro-chefe interino da Secretaria de Comunicação Social) também participaram da cerimônia, além do prefeito José Sarto (PDT) e outras autoridades.

Lula, que admitiu em entrevista à CBN no início desta semana a possibilidade de ser candidato à reeleição em 2026 para evitar a volta de “trogloditas”, precisa cacifar um nome para a eleição de 2030, caso opte por concorrer no próximo pleito geral e vença. Em 2022, o petista ponderou que não seria candidato em anos posteriores. Braço direito do presidente e “dono do cofre da União”, o ministro Haddad enfrenta dentro do próprio partido resistências a uma eventual candidatura para suceder Lula e vem sofrendo uma série de derrotas no Congresso Nacional.

O chefe do Executivo elogiou a condução da educação no Estado citando ex-governadores do Ceará e afirmando que, com os resultados exitosos, decidiu “colocar essa responsabilidade [de ser ministro da Educação] para ele”.

O presidente reiterou seu compromisso com a pauta do ensino, em meio à greve de servidores administrativos e professores federais, no mesmo palco em que estavam os reitores da Universidade Federal do Ceará (UFC), Custódio Almeida; Universidade Federal do Cariri (UFCA), Silvério Freitas; e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), José Wally Mendonça Menezes.
Camilo também se emocionou em seu discurso, que durou aproximadamente 30 minutos. “Nós estamos reconstruindo, sob a liderança do presidente Lula, o Brasil e, consequentemente, a educação”.

Para o Ceará serão destinados R$ 189 milhões a universidades federais; R$ 316,4 milhões a hospitais universitários; e R$ 190,3 milhões ao IFCE. Outros R$ 83,2 milhões são uma contrapartida do estado e dos municípios, num total de R$ 778,9 milhões para expansão e consolidação de instituições federais de ensino e da saúde no estado.

O valor vai ser destinado a 16 cidades. No evento, as seguintes instituições assinaram acordo: UFCA e Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH); MEC) e UFCA; MEC e UFC; MEC e Unilab; MEC e IFCE. Na quarta-feira (19), servidores e professores do IFCE deliberaram em assembleia pelo fim da paralisação. “O investimento na educação, para mim, é uma coisa prazerosa […] ninguém nasceu para ser inferior a ninguém. Nascemos para ser iguais. Foi assim que Deus criou a humanidade. A gente precisa ter essa consciência”.

Na sequência de seu discurso, Lula alfinetou Jair Bolsonaro (PL), sem citar o nome do ex-presidente. “Eu canso é ouvindo as bobagens das fake news dos adversários, as mentiras”. Lula também fez menções diretas a Elmano.

“Quero ajudar esse menino a fazer um governo melhor do que o Camilo fez, melhor do que o Cid fez. Os estados do Nordeste serão o carro-chefe da economia brasileira […] Quem não tem uma causa não tem motivação para viver”. O presidente, que fez uma retrospectiva do ensino no Brasil ao longo de cinco séculos, também defendeu ser o “presidente que mais investiu em educação”.

Em suas falas, Elmano voltou a valorizar o discurso de pacto federativo, que tem encampado para atrair prefeitos. Natural de Baturité, o governador agradeceu o campus que sua cidade natal receber, do curso de Medicina. “Hoje anunciamos a conquista de um campus, lá em Baturité, ampliando a Unilab”.

“PRAGA DE GAFANHOTO”
Citando seu compromisso posterior, a entrega de unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida (MCMV), o chefe do Executivo seguiu na crítica a Bolsonaro: Lula afirmou que as casas do MCMV poderiam “ter sido entregues em 2018”. “Faltavam 2% para acabar quando entrou uma ‘praga de gafanhoto’ (sic) para governar este país e não inaugurou, mas hoje eu vou entregar uma chave com oito anos de atraso para as pessoas precisando de moradia. São mais de 20 mil casas”.

Cidades beneficiadas

  1. Fortaleza
  2. Campos Sales
  3. Cascavel
  4. Lavras da Mangabeira
  5. Mauriti
  6. Crateús
  7. Itapajé
  8. Quixadá
  9. Russas
  10. Sobral
  11. Redenção
  12. Barbalha
  13. Brejo Santo
  14. Crato
  15. Icó
  16. Juazeiro do Norte

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com