32 C°

.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Política

Prefeitura vai assumir protagonismo da segurança pública, diz Sarto

quarta-feira, 29 de maio 2024

Em novas críticas ao Governo do Estado na área da segurança pública, o prefeito José Sarto (PDT) falou agora, nessa terça-feira (28), que “Não dá pra esperar o Governo do Estado” e que a Prefeitura de Fortaleza vai assumir “cada vez mais o protagonismo da segurança pública”. Em vídeo, Sarto começou dizendo estar “muito preocupado” com o que está acontecendo com a segurança pública do Ceará e criticou a escolha de Roberto Sá como novo titular da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE).
O prefeito aproveitou para citar iniciativas da sua gestão na área como concurso público para contratação de mil novos guardas municipais, mais 90 viaturas, capacitação do Grupamento de Operações Especiais (GOE) da Guarda Municipal com a Polícia Federal, entre outras. A publicação ainda cita a nova sede do GOE, nova central de videomonitoramento e reforço na patrulha escolar e no patrulhamento das ruas.
“Esse é o papel que deveria ser do Estado. Não estou aqui para apontar o dedo, estou para fazer um alerta e chamar atenção porque tem limites para o que a Prefeitura pode fazer. Não é papel da Guarda Municipal combater as facções, é papel do Estado”, continuou Sarto. “Se o Estado deixa acontecer os crimes maiores, os crimes menores vão se multiplicar. Se o Estado não faz o mínimo, a Prefeitura vai fazer o máximo”, finalizou.
Mudança na SSPDS
Sarto também criticou a escolha do novo secretário de Segurança Pública do Ceará, anunciada pelo governador Elmano de Freitas (PT) na segunda-feira (27). “A essa altura, trazer o secretário de segurança que foi do Rio de Janeiro quando teve a intervenção federal. Será que é esse o modelo que a gente precisa para Fortaleza e Ceará?”, questionou.
A mudança de comando na SSPDS ocorreu após desgaste por declarações do secretário anterior, Samuel Elânio, que chegou a dizer que eram “razoáveis” números de homicídios no estado. Apesar de voltar atrás nas palavras, Elânio não se manteve no cargo.
Após o anúncio do substituto, Sarto desejou um bom trabalho ao novo secretário. Porém, horas depois, começou a criticar a escolha. “Facções criminosas e violência sem controle. O Ceará é o novo Rio de Janeiro?”, escreveu nas redes sociais, em alusão ao fato de Roberto Sá ter sido secretário de Segurança do Estado do Rio de Janeiro.
O prefeito ainda ironizou: “Um dia após o Rio ser apontado como a capital mais perigosa do Brasil, o governador escolhe o ex-secretário de segurança de lá para comandar a segurança do Ceará. É um projeto pra colocar Fortaleza, que infelizmente já é a segunda, no topo do ranking?”.
O ranking citado foi produzido pela plataforma Numbeo.com, que elaborou uma lista com as 50 cidades mais perigosas do mundo. Entre as dez primeiras, há três capitais brasileiras: Rio de Janeiro, na sétima posição; Fortaleza, na nona, e Salvador, na décima.
O Estado entrou em contato com a assessoria de imprensa do Governo do Ceará para buscar um posicionamento sobre as declarações de Sarto, mas não houve retorno até o fechamento desta reportagem.
Embates públicos
Pré-candidato à reeleição, Sarto vem, desde o ano passado, subindo o tom nas críticas ao governo de Elmano de Freitas (PT), que apoia o nome do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão (PT), para a Prefeitura de Fortaleza. A segurança pública tem sido um dos pontos de maior crítica à gestão estadual.
(Por Igor Magalhães)

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com